Porto Alegre

17ºC

Ver a previsão completa

Porto Alegre, quinta-feira, 20 de Julho de 2017

  • 20/04/2017
  • 00:05
  • Atualização: 00:54

Lomba brilha nos pênaltis e Inter elimina o Corinthians da Copa do Brasil

Colorado buscou empate em 1 a 1 e contou com duas defesa do goleiro para avançar às oitavas de final

Colorado buscou empate em 1 a 1 e contou com duas defesa do goleiro para avançar às oitavas de final | Foto: Ricardo Duarte / Divulgação / Inter / CP

Colorado buscou empate em 1 a 1 e contou com duas defesa do goleiro para avançar às oitavas de final | Foto: Ricardo Duarte / Divulgação / Inter / CP

  • Comentários
  • Bernardo Bercht

Marcelo Lomba brilhou. O goleiro colorado, que na partida no Beira-Rio, já havia se destacado, na noite desta quarta-feira calou a Arena Corinthians. Defendeu duas cobranças de pênaltis, na decisão da vaga, e ajudou o Inter a chegar às oitavas de final da Copa do Brasil.  O Colorado empatou em 1 a 1, com direito a gol contra dos corintianos, e contou com Lomba para anotar 4 a 3 nas cobranças alternadas e avançar às oitavas de final em plena Arena Corinthians.

O Corinthians começou a primeira etapa pressionando e logo conseguiu abrir o placar. Depois disso, a iniciativa foi do Colorado, mas resultou em poucas chances efetivas, enquanto os donos da casa fizeram Marcelo Lomba trabalhar nos contra-ataques e erros defensivos do Inter.

Logo aos quatro minutos, o paraguaio Romero perdeu grande chance. Rodriguinho cruzou no segundo pau, Lomba saiu errado e o atacante cabeceou livre, mas mandou por cima. O Inter respondeu com Nico López. O uruguaio recebeu na esquerdo, driblou dois marcadores e bateu forte, mas Cássio fez a defesa.

Corinthians sai na frente e pressiona

Aos 7 minutos, porém, a zaga colorada fez água numa cobrança de lateral, dando a vantagem para o Corinthians. Jô desviou de leve a bola arremessada, Anselmo e Ortiz foram para cima dele e a bola sobrou livre para Maycon. O meia chegou batendo cruzado e Lomba não teve chance: 1 a 0. O Corinthians apertou e por pouco não conseguiu o 2 a 0 aos nove minutos. Anselmo falhou na cobertura e Jô recebeu livre na intermediária. Ele ajeitou na risca da área e chutou forte. A bola passou por Lomba, mas saiu em tiro de meta.

A partir da metade da primeira etapa, o Colorado conseguiu emparelhar. Aos 19, Anselmo tabelou com William e cruzou rasteiro na pequena área, Brenner não alcançou por pouco e a zaga tirou. Valdívia e Dourado tentaram de longe, mas não conseguiram acertar a mira. Foi aos 45, numa confusão de Cássio, que quase surgiu o empate. Anselmo cruzou na área e o goleiro saiu errado, afastando no pé de Uendel. O lateral tentou tocar na confusão com o goleiro fora do gol, mas Balbuena evitou o gol.

Já nos acréscimos, Marcelo Lomba manteve o Colorado no jogo. O Corinthians fez linha de passe na área do Inter e Rodriguinho recebeu na marca do pênalti. Ele abriu para Romero, que chutou desequilibrado e o goleiro foi buscar rente à trave direita.

A volta do intervalo mostrou sérias dificuldades técnicas de ambos os times, mas com o Inter tomando a iniciativa do jogo. Aos 10 minutos, chegou até a abrir o placar, mas não valeu. William cruzou na área, Valdívia dominou após o desvio e lançou Cuesta. O zagueiro bateu cruzado e Ortiz fez o gol, mas já havia impedimento do zagueiro. O Timão respondeu no contragolpe e perdeu gol feito. Romero recebeu livre e cruzou da esquerda. Rodriguinho cabeceou com o goleiro vendido no lance, mas mandou para fora.

A partir daí, o Corinthians parou e aos trancos e barrancos o Colorado pressionou pelo empate. Aos 14, Brenner desviou fraco e desviado no escanteio cobrado por William. Aos 22, Carlos entrou no lugar de Gutierrez e quase surgiu para marcar. Uendel cruzou da esquerda, a bola ia chegar para o atacante com gol aberto, mas Pablo tirou para escanteio.

Colorado empata e incendeia o jogo

O Inter empilhou escanteios, por sinal, e eventualmente foi recompensado. Aos 26, Anselmo roubou bola na frente da área e chutou uma marretada no canto direito, para grande defesa de Cassio. Na cobrança, Brenner cabeceou à queima-roupa e o goleiro tirou. A sobra caiu para Nico L´´Opez, que chutou forte. A bola ia para fora, mas Fagner colocou o pé e enfiou contra o patrimônio: 1 a 1.

A partida ficou totalmente aberta, com as defesa repetindo erros e as chances de gol se multiplicando. A primeira foi novamente do Colorado. Após falha da zaga corintiana, Nico LÓpez roubou bola, ajeitou e chutou no giro, mas Cássio fez grande defesa.

Aos 38 minutos, Jô perdeu a chance na bola aérea. Ele aparou livre o cruzamento, cabeceou no canto esquerdo, mas passou tirando tinta do poste. Pablo também arriscou de fora da área, aos 40, mas Leo Ortiz tirou com o peito a bola que ia no ângulo, salvando o Inter.

O Colorado ameaçou com Valdívia, mas parou nas defesas de Cássio, enquanto Clayton perdeu a bola da partida aos 42 minutos. Rodriguinho alçou na área, Ortiz cabeceou para trás e o meia ficou livre de frente para Lomba. Com o gol à disposição, pegou embaixo da bola e isolou.  Nos acréscimos, Carlos foi lançado por Diego, que entrou no lugar de Nico López, que chutou forte, mas Cássio defendeu rente ao poste. Era mesmo dia de definir nas penalidades máximas.

Lomba garante nas penalidades

Nas cobranças, só deu Marcelo Lomba. O Colorado começou bem, fazendo 1 a 0 com chute certeiro de Brenner. Jadson anotou o 1 a 1, mas só por mandar no ângulo, pois o goleirão do Inter estava na bola.

Aí veio o primeiro momento de tensão. William cobrou muito mal, à esquerda do gol, e fez a torcida corintiana vibrar. Só que Lomba foi lá salvar o prejuízo, saltando no canto esquerdo para catar o chute de Maycon.

Valdívia fulminou o 2 a 1 no canto direito, enquanto Jô fez 2 a 2, batendo no mesmo lado. Cuesta confirmou numa cobrança forte para o 3 a 2 e Lomba brilhou de novo, catando chute de Gabriel, no meio do gol. Só que Léo Ortiz telegrafou a cobrança e Cássio pegou, enquanto Fagner levou para as alternadas com uma bomba no centro para o 3 a 3.

Diego garantiu o 4 a 3 com muita categoria para o Inter, fez a paradinha, esperou Cássio ajoelhar e mandou no canto oposto. Na derradeira cobrança, Arana isolou para fora e deixou o caminho aberto para o Inter nas oitavas de final.

Copa do Brasil

Corinthians 1 (3)

Cássio, Fágner, Balbuena, Pablo e Guilherme Arana; Gabriel (Marquinhos Gabriel), Maycon, Jadson e Rodriguinho; Romero (Clayton) e Jô. Técnico: Fábio Carille.

Internacional 1 (4)

Marcelo Lomba; William, Léo Ortiz, Víctor Cuesta e Uendel; Rodrigo Dourado, Anselmo, Felipe Gutiérrez (Carlos) e Roberson (Valdívia); Nico López (Diego) e Brenner. Técnico: Antonio Carlos Zago.

Gols: Maycon (7min/1ºT), para o Corinthians; Fágner (26min/2ºT, contra), para o Inter.

Cartões amarelos: Felipe Gutiérrez (I); Gabriel (C).

Arbitragem: Marcelo de Lima Henrique, auxiliado por Eduardo de Souza Couto e Michael Correia (trio do RJ).

Local: Arena Corinthians, em Itaquera-SP.