Porto Alegre

18ºC

Ver a previsão completa

Porto Alegre, terça-feira, 26 de Setembro de 2017

  • 09/09/2017
  • 18:22
  • Atualização: 18:45

Juventude breca o Inter na Serra

Colorado esbarra no goleiro Mateus e sofre contragolpe fatal em revés por 2 a 1

Juventude interrompeu sequência positiva do Inter | Foto: Luiz Erbes / Agência Freelancer / Folhapress / CP

Juventude interrompeu sequência positiva do Inter | Foto: Luiz Erbes / Agência Freelancer / Folhapress / CP

  • Comentários
  • Tiago Medina

O Inter subiu a Serra e reencontrou um velho fantasma. Depois de seis vitórias consecutivas pela Série B, o time colorado não conseguiu manter o embalo e foi batido pelo Juventude por 2 a 1, na tarde deste sábado, no estádio Alfredo Jaconi, pela 23ª rodada da competição.

O revés faz o Inter cair para a segunda colocação – ainda com 42 pontos, a dois do líder América-MG e cinco à frente do quinto colocado, Paraná. Na próxima rodada, o time colorado recebe o Figueirense no sábado que vem, no Beira-Rio. Antes disso, já na terça, o Juventude – que chegou aos 37 pontos, na sexta posição – visita o Criciúma, no estádio Heriberto Hülse.

Inter pressiona, mas precisa correr atrás

O jogo recém tinha começado e o Inter partiu para cima do Juventude. Nos minutos iniciais, os colorados encurralaram os donos da casa em seu campo de defesa, porém, não conseguiram criar chances claras de conclusão. A primeira boa chance foi só aos 10, quando Damião desviou e Felipe Gutierrez não correu para o abraço porque houve um desvio depois de seu chute, quase na pequena área.

O Juventude só conseguiu chegar na frente através dos contra-ataques. Num deles, logo depois do lance de Gutierrez, Matheus começou o lance que terminou com Leílson livre para chutar, da intermediária. Ele, contudo, mandou longe da meta defendida por Danilo Fernandes.

Os donos da casa começaram a crescer na partida depois dos 20, quando passaram a explorar a ponta esquerda, às costas de Cláudio Winck. Por ali que, aos 27, a equipe da Serra cavou escanteio. No minuto seguinte, Pará cobrou na cabeça de Micael, que acertou o canto esquerdo de Danilo Fernandes, abrindo o placar.

Se o Juventude deu mostra que embalaria, o Inter reagiu imediatamente. Dois minutos depois, Leandro Damião aproveitou a bobeira da defesa e deu um tapa, encontrando Gutierrez na área. O chileno dividiu com o goleiro Matheus e a bola foi lentamente, cruzando a linha logo antes da defesa conseguir tirar.

O Colorado ainda sofreu um golpe no minuto final do primeiro tempo, quando Klaus caiu de mal jeito após dividir com Ramón e precisou ser substituído por Ernando. O zagueiro do Inter sofreu uma fratura no antebraço esquerdo e deve passar por cirurgia.

Gol de contra-ataque define o jogo

Mal a bola rolou na etapa final e o Juventude teve uma grande oportunidade. Cobrando falta a poucos metros da grande área, Pará só não correu para o abraço, porque Danilo voou e deu um tapinha salvador, impedindo o segundo do Ju. A resposta colorada veio aos 3, quando Sasha encontrou Gutierrez pelo lado da área. O volante emendou o chute, que chegou a preocupar os juventudistas, mas foi para fora.

O jogo ficou mais truncado depois do início movimentado. Nem Juventude, nem Inter conseguiram criar oportunidades claras. E, num desses lances, os donos da casa levaram a pior aos 13, quando Ramon corria para tentar buscar um lançamento já na área colorada. No meio do trote, levou a mão à coxa e pediu para sair, sentindo a lesão.

O jogo foi ganhar emoção novamente mais para o fim. Aos 34, Leandro Damião subiu sozinho e testou para baixo, obrigando Matheus a fazer uma boa defesa. No minuto seguinte, o goleiro defendeu a conclusão de Nico López. Errando na frente, o Inter pecou atrás. No contragolpe, Natã lançou e Yago – que entrara aos 24 na vaga de Leílson – recebeu entre dois marcadores e tocou no canto, na saída de Danilo. Gol, 2 a 1 Juventude.

A partir daí, o Inter ensaiou uma blitz no ataque. Leandro Damião, aos 40, tentou até uma bicicleta, mas mandou longe da meta. Na melhor oportunidade, Damião recebeu já na entrada da área, só que Matheus segurou firme e, depois, só aguardou o apito final para comemorar. 

Série B – 23ª rodada

Juventude 2

Matheus; Vidal, Domingues, Micael e Pará; Fahel, Lucas, Leílson (Yago) e Juninho; Ramon (Natã) e João Paulo (Mateus Santana). Técnico: Gilmar Dal Pozzo.

Inter 1

Danilo Fernandes; Cláudio Winck, Klaus (Ernando), Victor Cuesta e Uendel; Charles; William Pottker (Nico López), Edenilson, Felipe Gutiérrez (Juan) e Eduardo Sasha; Leandro Damião. Técnico Guto Ferreira.

Gols: Micael (28/1), Felipe Gutiérrez (30/1), Yago (36/2)

Cartões amarelos: Fahel, Lucas; Leandro Damião, Klaus, Felipe Gutierrez

Arbitragem: Bruno Arleu de Araújo, auxiliado por Eduardo de Souza Couta e Gabriel Conti Viana (todos do Rio de Janeiro)

Local: Estádio Alfredo Jaconi, em Caxias do Sul (RS)