Correio do Povo | Notícias | Direção do Inter vê política em críticas da torcida

Porto Alegre

18ºC

Ver a previsão completa

Porto Alegre, segunda-feira, 15 de Outubro de 2018

  • 16/05/2018
  • 08:44
  • Atualização: 08:50

Direção do Inter vê política em críticas da torcida

Pressão sobre equipe fez dirigentes mudarem rotina de jogadores antes do Gre-Nal

Direção do Inter vê política em críticas da torcida  | Foto: Carmelito Bifano / Especial / CP

Direção do Inter vê política em críticas da torcida | Foto: Carmelito Bifano / Especial / CP

  • Comentários
  • Fabrício Falkowski

Embora não manifeste oficialmente a posição, internamente, os atuais dirigentes colorados acreditam que as últimas manifestações de parte das torcidas organizadas são orquestradas por movimentos políticos de oposição. A sucessão de fatos está sendo investigada e colocada dentro do contexto que envolve a eleição que vai definir o próximo presidente, em dezembro. “Não parece ser espontâneo. E mesmo que seja, está passando dos limites, inclusive da lei”, afirmou um dirigente.

A pressão sobre a gestão aumentou bastante nos últimos dias. Os constantes protestos e as ameaças em redes sociais fizeram a direção mudar a rotina dos jogadores antes do Gre-Nal, trocando o local dos treinos para um hotel em Viamão. Além disso, um grupo de torcedores fixou uma faixa ameaçando o vice de futebol Roberto Melo na frente de sua residência: “Fora Melo! Se não vazar, voltaremos”, dizia o material.

Alguns dos responsáveis pelo ato já foram identificados e estão respondendo na Polícia Civil. O clube nomeou um advogado criminalista para acompanhar o caso.