Correio do Povo | Notícias | William Pottker é o principal nome do Inter neste início de ano

Porto Alegre

14ºC

Ver a previsão completa

Porto Alegre, sexta-feira, 25 de Maio de 2018

  • 12/02/2018
  • 09:10
  • Atualização: 09:12

William Pottker é o principal nome do Inter neste início de ano

Atacante tem feito mais de um gol por partida

Atacante tem feito mais de um gol por partida | Foto: Divulgação / Inter / CP

Atacante tem feito mais de um gol por partida | Foto: Divulgação / Inter / CP

  • Comentários
  • Amauri Knevitz

 Cinco gols em quatro jogos. A incrível média de 1,25 por partida iniciada (ele entrou nos minutos finais em outras duas) é reflexo da afirmação de William Pottker no atual time do Inter. Atacante pelo lado, com a força e a velocidade como características, provavelmente seria um "ponta" caso tivesse nascido algumas décadas antes. No esquema de Odair Hellmann, ele entra muito mais na área e já se consolida como o nome mais importante da equipe neste início de temporada.

Apesar de não ter ido mal com Antônio Carlos nem com Guto Ferreira, é com Odair que Pottker parece ter se encontrado realmente. Resguardado por Edenilson, tem mais liberdade para se juntar a Leandro Damião no comando do ataque. "Não quero ele só aberto, acompanhando lateral", afirmou o novo técnico.

Além de brigar muito pelo lado e construir jogadas, como a assistência para o gol de D'Alessandro contra o São José, na última quinta, o florianopolitano de 24 anos aparece mais no centro para finalizar. Como nos dois gols que fez neste mesmo jogo, o primeiro concluindo triangulação com Patrick e Damião, e o outro, entrando de carrinho pelo meio da área para pegar o rebote.

"Continuo jogando aberto, mas minha movimentação é na verticalidade. O Damião faz o pivô e sempre puxa uns dois zagueiros. Vou ter mais oportunidade assim", previu o próprio Pottker, no início da temporada. "Existe um planejamento para isso, não só para mim, mas para todos, em benefício do conjunto", revelou o atacante.

Pottker supera assim o percalço de Cascavel, onde se irritou com os pedidos da torcida por Nico López no empate com o Boavista. Além de ir aos microfones e reafirmar que está feliz no Inter, segue fazendo gols. Cumpre, desta forma, o propósito pelo qual foi contratado como grande revelação da Ponte Preta, um dos artilheiros do Brasileirão de 2016. Já em 2017, mesmo após se acertar com o Inter, também foi artilheiro do Paulistão. Chegando ao Beira-Rio, fez 10 gols em 32 participações até o fim da temporada. Em apenas seis neste ano, quatro como titular, marcou a metade.

De folga no fim de semana, o Inter volta aos treinos hoje, preparando-se para receber o Juventude na quinta. A tendência é que Odair use os titulares, em uma escalação quase igual à que goleou o São José, e opte por reservas domingo, em Rio Grande, contra o São Paulo. Afinal, na outra quarta tem jogo eliminatório pela Copa do Brasil, no Pará.