Correio do Povo | Notícias | Odair condena protestos: "Não aceito violência com quem trabalha sério"

Porto Alegre

10ºC

Ver a previsão completa

Porto Alegre, sexta-feira, 22 de Junho de 2018

  • 10/05/2018
  • 15:19
  • Atualização: 15:41

Odair condena protestos: "Não aceito violência com quem trabalha sério"

Treinador quer Inter repetindo atuação do último Gre-Nal, com marcação alta

Odair aceita as críticas, mas tomará medidas em caso de agressão | Foto: Ricardo Duarte / Inter / Divulgação / CP memória

Odair aceita as críticas, mas tomará medidas em caso de agressão | Foto: Ricardo Duarte / Inter / Divulgação / CP memória

  • Comentários
  • Correio do Povo

O técnico do Inter, Odair Hellmann, concedeu entrevista coletiva nesta quinta-feira à tarde e falou sobre diversos temas referentes a semana que antecede o primeiro Gre-Nal do Brasileiro, em especial, as cobranças da torcida. Logo após prestar homenagem a Fábio Koff, o treinador lamentou alguns dos fatos agressivos dos últimos dias.

“Tenho o maior respeito pela torcida do Inter. Respeito o contraditório, a crítica e não tenho problema nenhum com isso. Pois, acima de tudo está o Inter que é muito grande. Sempre houve e sempre haverá cobranças. Desde que eu cheguei ao clube com 14 anos. O que não pode é passar disso. Não pode haver desrespeito as pessoas e aos profissionais, pois todos estão trabalhando muito sério e estão dedicados para que as coisas aconteçam da melhor forma possível. Não respeito quem quer agredir uma pessoa, pois foge da esfera de torcedor, jogador, técnico e dirigente. Se isso acontecer, teremos que recorrer a outra situação para que tomem providência sobre isso”, destacou o técnico.

Na quarta-feira pela manhã, um grupo de torcedores protestou na área externa do estádio Beira-Rio, com muito barulho, mas de forma pacífica. Na madrugada, faixas foram expostas pela cidade criticando o treinador e também o vice de futebol do inter Roberto Melo.

“O que tenho recebido nas ruas é muito apoio. Claro, as pessoas querem vencer, como todos nós do Inter. E já no próximo jogo precisamos somar pontos e estamos trabalhando para isso. Sempre respeitei a torcida do Inter”, revelou Odair.

Vitória no último Gre-Nal é referência para sábado

A semana tem sido marcada por treinos fechados que, segundo o treinador, foram para ter mais privacidade com os jogadores. Porém, também serviram para testar alternativas de esquema e para definir quem entra nas vagas de Edenílson e Pottker.

“Com as saídas dos jogadores, naturalmente, a busca durante a semana é por encontrar os substitutos. Estamos fazendo algumas observações nos treinamentos. Tentando algumas mudanças e variações e a equipe que melhor nos apresentar o equilíbrio entre a parte ofensiva e defensiva é a que vamos levar para o clássico”, revelou.

Zeca pode ser a novidade nas duas laterais ou, até mesmo, no meio de campo. No ataque, Lucca, Rossi e Nico López disputam a vaga. Apesar das mudanças, o pedido é para que os fatores positivos do último Gre-Nal não sejam esquecidos sábado na Arena.

“Temos trabalhando muito para ter a regularidade de desempenho para obter as vitórias. Essa é a busca constante no dia a dia. Essa é a nossa cobrança interna para que possamos produzir o que fizemos contra o Cruzeiro, mas a bola tem que entrar. Precisamos trabalhar mais em todos os aspectos para que no próximo, ela entre. Não tivemos muita produção contra o Flamengo. Então, precisamos retomar a criação de gols e ser efetivo”, afirmou Hellmann.

O Inter treina a partir desta quinta-feira em um hotel na zona rural de Viamão. Após a atividade, o grupo segue concentrado até o dia do jogo. A partida contra o Grêmio está marcada para sábado, às 16h, na Arena.