Correio do Povo | Notícias | Novos protestos deixam diretoria do Inter indignada

Porto Alegre

12ºC

Ver a previsão completa

Porto Alegre, terça-feira, 21 de Agosto de 2018

  • 10/05/2018
  • 22:28
  • Atualização: 22:34

Novos protestos deixam diretoria do Inter indignada

Presidente condena “crimes” de torcedores e diz que clube vai buscar punição

Medeiros condenou protesto em prédio de Roberto Melo | Foto: Mauro Schaefer / CP Memória

Medeiros condenou protesto em prédio de Roberto Melo | Foto: Mauro Schaefer / CP Memória

  • Comentários
  • Correio do Povo

A tensão colorada só aumenta à medida em que se aproxima o Gre-Nal 416. A onda de protestos chegou a um nível que irritou o presidente Marcelo Medeiros. “Protestar, vaiar, ir a treino e cobrar dos jogadores de forma civilizada, como foi ontem (quarta) é do jogo. No futebol, se vive sob pressão”, ponderou Medeiros, em entrevista à Rádio Guaíba. “Mas o que aconteceu nesta madrugada não é coisa de torcedor. O que aconteceu nesta madrugada é crime”, condenou, de forma enfática.

Os dirigentes colorados amanheceram nesta quinta-feira com dizeres contra eles pendurados pela cidade. Uma faixa com ofensa ao presidente foi fixada na avenida Goethe. Contra o vice de futebol, Roberto Melo, a violência foi ainda mais íntima. Torcedores entraram no prédio onde ele mora e estenderam uma faixa na garagem, exigindo sua saída e fazendo ameaças.

“Invadir a privacidade de um dirigente de futebol e cometer atos de vandalismo é crime. Botar faixas ofensivas contra a minha pessoa... a minha mãe viu isso, a minha filha viu isso...”, reclamou Medeiros. “Isso transcende o direito de reclamar. O Inter está tomando as medidas legais necessárias para descobrir os autores desses crimes e buscar a punição”, avisou.


TAGS » Futebol, Inter, Gre-Nal