Correio do Povo | Notícias | Inter reage rápido, vence o Flamengo e é líder do Brasileirão

Porto Alegre

23ºC

Ver a previsão completa

Porto Alegre, segunda-feira, 12 de Novembro de 2018

  • 05/09/2018
  • 23:42
  • Atualização: 23:44

Inter reage rápido, vence o Flamengo e é líder do Brasileirão

Em confronto parelho, Colorado ganhou por 2 a 1 em casa e contou com derrota do São Paulo para alcançar topo da tabela

Pottker abriu o placar na vitória do Inter sobre o Flamengo | Foto: Mauro Schaefer

Pottker abriu o placar na vitória do Inter sobre o Flamengo | Foto: Mauro Schaefer

  • Comentários
  • Tiago Medina

Líder! O Inter é líder do Brasileirão. Passadas 23 rodadas de seu ressurgimento após o inferno da Série B, a equipe colorada alcançou o topo da tabela, ao vencer o Flamengo por 2 a 1, na noite desta quarta-feira, no Beira-Rio. O primeiro lugar foi confirmado graças a uma ajuda do Atlético-MG, que derrotou o São Paulo, no Independência.

Agora com 46 pontos – mas com vantagem sobre o Tricolor Paulista nos critérios – o Inter tem pela frente o clássico Gre-Nal, no próximo domingo, no Beira-Rio. Já o Flamengo, com 41 pontos, deixa Porto Alegre em quarto lugar e, no sábado, recebe a Chapecoense.

Começo ideal

A bola mal havia rolado e o Inter se tocou à frente, buscando aproveitar um Beira-Rio lotado a seu favor. Com menos de 2 minutos, já conseguiu forçar o Flamengo a errar o passe e ceder escanteio. E a pressão deu certo logo aos 5, quando Edenilson recebeu na intermediária e fez um lançamento preciso para William Pottker. O atacante dominou no peito, contou com a sorte de a bola bater nas costas do marcador e ficar ali, à feição para o seu chute que estufou as redes.

O resultado positivo tão cedo mudou a estratégia colorada, que passou a esperar o Flamengo – que tratava de se compactar muito quando estava sem a bola. Pouco a pouco, os donos da casa foram buscando o ataque e só não igualaram na etapa inicial porque Marcelo Lomba, de fato, vive grande fase. Aos 21, Pará fez um cruzamento na medida para Marlos Moreno – que entrava livre na pequena área. O colombiano testou forte, mas o goleiro defendeu.

O caminho parecia ser pela direita e, dois minutos depois, lá estavam os rubro-negros novamente. Outra vez Pará cruzou para Marlos, desta vez mais centralizado. Ele buscou o canto e, de novo, Lomba chegou e defendeu.

Apesar do susto, o Inter manteve a postura, procurando alongar a bola diante de um adversário que se retrancava a cada vez que um colorado dominava a bola. Quando conseguiu um escape ao ataque, Iago recebeu na ponta esquerda e cruzou para Jonatan Álvez, só que Rhodolfo surgiu antes e cortou o que seria uma boa chance.

Ação e reação

Depois de esperar o Flamengo ao longo do primeiro tempo, o Inter voltou com outra postura do vestiário. E propondo as ações ofensivas, não demorou para criar chances. Primeiro aos 4, em grande lançamento de Rodrigo Dourado. Nico López, entre dois marcadores, tentou encobrir Diego Alves, porém exagerou na força e mandou por cima. Na base da pressão, no minuto seguinte, quase que o Beira-Rio explodiu de novo. Zeca cruzou e Patrick recebeu, dominou e chutou forte para nova grande defesa do camisa 1 rubro-negro.

E quando esteve acuado, o Flamengo chegou lá, contando com a ajuda da lei do ex. Vitinho recebeu aos 11, na frente da área. Dali mandou forte, no ângulo. A bola explodiu no travessão e quicou dentro do gol, encerrando 621 minutos de invencibilidade de Marcelo Lomba e deixando tudo igual.

O gelo que ficou o Beira-Rio, contudo, não durou dois minutos. No primeiro ataque, o Inter cavou escanteio. Nico López cobrou na cabeça de Rodrigo Dourado, que testou firme para as redes, recolocando os colorados em vantagem. Logo depois, Odair mudou o esquema colorado, trocando Jonatan Álvez por D'Alessandro. A tática durou até os 30, quando Damião entrou no lugar de Nico López.

Sem conseguir muita infiltração, o Flamengo contou com um pouco de sorte para cavar uma oportunidade aos 40, quando o toquede Arão foi no braço de Cuesta na intermediária. Vitinho cobrou na barreira. Três minutos depois, no entanto, a bola infiltrada encontrou o pé de Matheus Sávio frente a frente com Marcelo Lomba. No entanto, o goleiro colorado comprovou sua fase e fez a defesa, comemorada como um gol pela torcida, que àquela altura soube: a vitória era certa.

Brasileirão – 23ª rodada

Inter 2

Marcelo Lomba; Zeca (Fabiano), Rodrigo Moledo, Victor Cuesta e Iago; Rodrigo Dourado, Edenilson, Patrick, William Pottker e Nico López (Leandro Damião); Jonatan Álvez (D'Alessandro). Técnico: Odair Hellmann

Flamengo 1

Diego Alves; Pará, Léo Duarte, Rhodolfo e Renê; Piris da Motta (William Arão), Rômulo e Éverton Ribeiro; Vitinho, Lincoln (Uribe) e Marlos Moreno (Matheus Sávio). Técnico: Maurício Barbieri.

Gols: William Pottker (5/1), Vitinho (11/2), Rodrigo Dourado (13/2)

Cartões amarelos: Victor Cuesta, Jonatan Álvez, Marcelo Lomba, Iago; Piris da Mota

Arbitragem: Ricardo Marques Ribeiro, auxiliado por Guilherme Camilo e Sidmar Meuer

Público: 33.633 torcedores

Local: Beira-Rio