Correio do Povo | Notícias | Direção do Inter evita comentar declarações de Maicon

Porto Alegre

22ºC

Ver a previsão completa

Porto Alegre, domingo, 23 de Setembro de 2018

  • 12/09/2018
  • 08:55
  • Atualização: 08:56

Direção do Inter evita comentar declarações de Maicon

Foco do Inter, com a reapresentação dos jogadores, passa a ser a partida contra a Chapecoense na segunda-feira

Direção do Inter que deixar episódios do Gre-Nal no passado | Foto: Ricardo Giusti

Direção do Inter que deixar episódios do Gre-Nal no passado | Foto: Ricardo Giusti

  • Comentários
  • Fabrício Falkowski

Oficialmente, o Inter não responderá a entrevista de Maicon. Porém, nos bastidores, há o entendimento que, embora tenha havido excessos de ambos os lados (como a valsa de Eduardo Sasha no Gauchão de 2016 e a música do “minuto de silêncio” cantada pelos gremistas após o título da Libertadores no ano passado), o Grêmio “institucionalizou” a provocação quando usou as contas oficiais de suas redes sociais para repercutir as brincadeiras entre os jogadores.

A tentativa de invasão - ou visita, na versão gremista - de Renato Portaluppi ao vestiário colorado após o Gre-Nal de domingo também é citada como algo “inédito” e inaceitável.

“O Gre-Nal já terminou. Conquistamos uma vitória importante. Não vamos trazer coisas do passado, pois não vão acrescentar nada. Temos que dar exemplo ao nosso torcedor para que a gente possa pedir bom comportamento na próxima partida”, enfatizou o presidente Marcelo Medeiros. Ele se negou a comentar as declarações de Maicon. Disse apenas que, se for preciso, falará com Romildo Bolzan, que é o presidente do Grêmio.

Como os jogadores ganharam dois dias de folga após a vitória no clássico 217, disputado no Beira-Rio, só se reapresentam nesta quarta-feira para começar os treinos visando o jogo contra a Chapecoenese, na próxima segunda-feira, em Chapecó. Depois do trabalho, um jogador dará entrevistas. A direção escolherá um que evite aumentar a polêmica.