Correio do Povo | Notícias | Katinka Hosszu ataca decisão da Federação Internacional de Natação

Porto Alegre

19ºC

Ver a previsão completa

Porto Alegre, terça-feira, 25 de Setembro de 2018

  • 21/06/2017
  • 17:46
  • Atualização: 17:56

Katinka Hosszu ataca decisão da Federação Internacional de Natação

Tricampeã olímpica criticou entidade que limitou o número de provas para cada atleta na Copa do Mundo

Nadadora Katinka Hosszu criticou entidade que limitou o número de provas para cada atleta nas etapas da Copa do Mundo | Foto: Odd Andersen / AFP / CP Memória

Nadadora Katinka Hosszu criticou entidade que limitou o número de provas para cada atleta nas etapas da Copa do Mundo | Foto: Odd Andersen / AFP / CP Memória

  • Comentários
  • AFP

A estrela húngara da natação feminina, Katinka Hosszu, criticou a Federação Internacional de Natação (FINA), nesta quarta-feira, depois da entidade limitar o número de provas para cada atleta nas etapas da Copa do Mundo. A FINA decidiu limitar para quatro o número de provas abertas para cada nadador, em cada etapa do circuito.

Hosszu, tricampeã olímpica nos Jogos do Rio-2016, é conhecida por seu intenso caráter. A nadadora demonstrou seu desacordo com a decisão em seu perfil no Facebook. "Imagine a situação: sou como um desses estudantes que tem nota máxima em todas as matérias e que escolheu desenho e canto como opcionais. No ano seguinte, não posso fazer atividades extras porque meu sucesso atrapalha os outros estudantes", lamentou a nadadora com uma metáfora.

Hosszu acusa a FINA de "não escutar os nadadores" e tomar decisões que não beneficiam o esporte. Pediu para os atletas resistirem e deu como exemplo o boicote de dezenas de jogadores no torneio de tênis de Wimbledon, em 1973, como reação à decisão da Federação.