Correio do Povo | Notícias | Deputados vão a Brasília defender participação da cadeia produtiva do tabaco na COP 8

Porto Alegre

21ºC

Ver a previsão completa

Porto Alegre, terça-feira, 18 de Setembro de 2018

  • 30/08/2018
  • 15:36
  • Atualização: 15:42

Deputados vão a Brasília defender participação da cadeia produtiva do tabaco na COP 8

Brasil é o segundo maior produtor mundial de tabaco e o maior exportador

  • Comentários
  • Luciamem Winck

Os parlamentares que integram a Comissão de Agricultura, Pecuária e Cooperativismo da Assembleia Legislativa irão a Brasília na próxima terça-feira para um encontro com o ministro-chefe da Casa Civil, Eliseu Padilha. Na oportunidade, irão defender a participação efetiva de representantes da cadeia produtiva do tabaco na Conferência das Partes da Convenção-Quadro para o Controle do Tabaco (COP 8), que ocorrerá em Genebra, na Suíça, entre os dias 1º e 6 de outubro. A decisão foi tomada durante reunião ordinária do colegiado, nesta quinta-feira, na Casa da Assembleia, no Parque de Exposições Assis Brasil. Em eventos anteriores, deputados e dirigentes setoriais foram impedidos de assistir aos debates sobre o tema, mesmo o Brasil sendo signatário da COP 8. No entanto, uma carta de intenções brasileira adverte que as resoluções internacionais não podem interferir na produção nacional do produto.

O Brasil é o segundo maior produtor mundial de tabaco e o maior exportador - 91% das mais de 700 milhões de toneladas produzidas são destinadas ao mercado externo -, movimentando R$ 6,3 bilhões. A cadeia produtiva do fumo representa 10% da receita agrícola do país. O tabaco é cultivado em mais de 290 mil hectares, distribuídos entre o Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Paraná. No RS, 27 municípios têm relação direta com o segmento. A indústria fumageira gera 140 mil empregos.

Ainda na Expointer, a Comissão de Agricultura, Pecuária e Cooperativismo lançou o Prêmio Folha Verde 2018. O ato contou com a presença do secretário da Agricultura, Pecuária e Irrigação, Odacir Klein. O Folha Verde é distribuído em 12 categorias: Agrícola, Pecuário, Florestal, Cooperativas Agrícolas, Trabalhadores Rurais, Rural, Propriedade Agropecuária Modelo, Mídia Agrícola, Desenvolvimento Agrário, Público Agropecuário, Agricultura Ecológica e Agricultura Familiar. A distinção reconhece pessoas, instituições e empresas que, efetivamente, contribuem para o desenvolvimento da atividade agropecuária no Estado. A premiação ocorrerá em 3 de dezembro, no Teatro Dante Barone.