Correio do Povo | Notícias | Paixão Côrtes é homenageado na Expointer com músicas tradicionalistas

Porto Alegre

33ºC

Ver a previsão completa

Porto Alegre, terça-feira, 13 de Novembro de 2018

  • 02/09/2018
  • 11:29
  • Atualização: 21:17

Paixão Côrtes é homenageado na Expointer com músicas tradicionalistas

Apresentação da banda da Marinha exaltou o folclorista que faleceu na semana passada

Músicos da Marinha empolgaram público no Parque de Exposições Assis Brasil | Foto: Fredo Tarasuk / Especial / CP

Músicos da Marinha empolgaram público no Parque de Exposições Assis Brasil | Foto: Fredo Tarasuk / Especial / CP

  • Comentários
  • Luciamem Winck

A Banda do Grupo de Fuzileiros Navais realiza neste domingo duas apresentações na Praça Central do Parque de Exposições Assis Brasil. A primeira ocorreu às 10h e, a segunda, será às 15h. Pela manhã, os músicos prestaram uma homenagem à cultura gaúcha, em especial a um dos símbolos do tradicionalismo do Rio Grande do Sul, João Carlos D’Ávila Paixão Côrtes, que faleceu na última segunda-feira, aos 91 anos, em Porto Alegre.  O comandante do 5º Distrito Naval, vice-almirante José Renato de Oliveira, revelou que a Marinha do Brasil estreia na Expointer "com a missão de homenagear um grande brasileiro". "Esta foi a primeira participação de muitas que virão", salientou. 

O vice-almirante ressaltou que o 5º Distrito Naval está em sintonia com os anseios da sociedade. "Paixão Côrtes foi um homem honrado que enalteceu o fogo sagrado que tem coração dos gaúchos", sintentizou. José Renato lamentou não ter conhecido o folclorista. "Nasci no Rio de Janeiro e assumi o comando em 11 de dezembro do ano passado. Infelizmente ele partiu sem que eu pudesse conhecer este homem que não é um patrimônio do Rio Grande do Sul, mas do Brasil", assinalou o vice-almirante, acrescentando que "pessoas como ele nunca morrem".

 

No repertório não faltaram Mercedita, Canto Alegretense e Céu, Sol, Sul. Também houve a interpretação da música Pezinho. Entre os músicos, o que mais chamou a atenção foi o soldado Ramon Benedetto, de Novo Hamburgo, tocando uma Gaita Pianada 120 Baixos.  Ele fez um show à parte, solando durante a execução de Canto Alegretense. No encerramento, a banda executou a Canção do Marinheiro - Cisne Branco. "Voltaremos na Expointer 2019 e nas seguintes", afirmou o vice-almirante.