Porto Alegre

18ºC

Ver a previsão completa

Porto Alegre, sábado, 27 de Maio de 2017

Jornal > Taline Oppitz

ANO 115 Nº 114 - PORTO ALEGRE, SEXTA-FEIRA, 22 DE JANEIRO DE 2010

Começa a campanha

 | Foto:  Fábio Alexandre / abr / cp memória

| Foto: Fábio Alexandre / abr / cp memória


Crédito: Fábio Alexandre / abr / cp memória



As farpas trocadas nos últimos dias entre lideranças tucanas e petistas acabam com qualquer dúvida de que estamos em plena campanha eleitoral para a presidência. O tom dos ataques entre aliados do governador de São Paulo, José Serra (PSDB), e a ministra-chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff (PT), já havia subido no início da semana, quando a petista, em discurso em Minas Gerais, acusou os tucanos de quererem acabar com o Programa de Aceleração do Crescimento (PAC). A resposta veio rápida e o senador Sérgio Guerra (PSDB) disse que a ministra era "mentirosa". O troco veio hoje pelas mãos do presidente nacional do PT, Ricardo Berzoini, e pelo presidente eleito do partido, José Eduardo Dutra. Os petistas qualificaram Guerra de "jagunço da política". "Terroristas", contra-atacou o PSDB. E isso que a legislação eleitoral é extremamente restritiva e, teoricamente, ninguém está em campanha. Pelo tom, a disputa entre o PSDB e o PT promete ser mesmo das mais quentes.

Definição

O prefeito e pré-candidato do PMDB ao Piratini, José Fogaça, aguarda definição do seu partido quanto à candidatura à Presidência. Somente depois de saber se o governador Roberto Requião disputará ou não o Planalto é que ele se sentirá livre para optar por outro candidato. Leia-se Dilma Rousseff (PT), como quer o PDT.

Diretório

O PTB, que mantém o prefeito José Fogaça (PMDB) em suspense quanto ao apoio à sua candidatura, vai reunir amanhã o diretório estadual em Xangri-Lá, Litoral Norte do Estado. Estarão presentes também todos os pré-candidatos e lideranças do partido. A reunião ocorre das 10h às 13h, no Salão Paroquial da Igreja São Pedro.

Para a torcida

Governador do Paraná, Roberto Requião, será lançado pré-candidato do PMDB à Presidência no encontro que o partido realiza no dia 30 em Capão da Canoa. Mas, experiente, sabe que a cabeça de chapa já está negociada com o PT e o partido será vice de Dilma Rousseff (PT).

Apoio geral

Autoria do projeto que propõe solução para milhares de inadimplentes do Programa de Crédito Educativo (Procred) do RS é do Executivo estadual. Mas tem o apoio de parlamentares de todos os partidos, entre eles, Marisa Formolo (PT), Jerônimo Goergen (PP) e Frederico Antunes (PP).

Vai de novo

Deputado cassado Coffy Rodrigues concorrerá às eleições deste ano. Legislação eleitoral só torna inelegível o parlamentar cassado depois que não houver mais recursos, com sua situação transitada em julgado. Coffy irá recorrer ao TSE, onde espera reverter a decisão do tribunal gaúcho.

Apartes

Vereador Beto Moesch (PP) vai apoiar a candidatura da ex-ministra Marina Silva (PV) à Presidência. Segundo ele, Marina tem o carisma, a história e a flexibilidade para discutir temas como mudanças climáticas com a sociedade brasileira.

Prefeitos da "linha vermelha" mostraram força. Canoas, Esteio, Sapucaia, São Leopoldo, Novo Hamburgo, Sapiranga e Gravataí levaram para as suas regiões atividades comemorativas aos 10 anos do FSM.

O ex-deputado federal Babá, expulso do PT, deve concorrer à Presidência pelo PSol. A vereadora Heloísa Helena, de Maceió, presidente do partido, deve optar por uma candidatura ao Senado.

Interino Luiz Augusto Kern | lak@correiodopovo.com.br