Porto Alegre

14ºC

Ver a previsão completa

Porto Alegre, domingo, 23 de Julho de 2017

Jornal > Hiltor Mombach

ANO 115 Nº 114 - PORTO ALEGRE, SEXTA-FEIRA, 22 DE JANEIRO DE 2010

Esquema

 | Foto:  JACKSON ZANINI

| Foto: JACKSON ZANINI


Crédito: JACKSON ZANINI



Silas usou o jogo de ontem contra o Caxias, o segundo do Grêmio no Gauchão, como laboratório. Improvisou Ferdinando na lateral-direita, com isto Mario Fernandez jogou na sua, como zagueiro; escalou Leandro, que fora atacante domingo, mais recuado, fazendo a quarta função do meio-campo, e com isto abriu mão de um segundo-volante de origem, e o que se viu foi um time enrolado atrás, no meio e na frente.

Era esperado que Adílson fosse sobrecarregado como único volante e que isto respingasse mais atrás, na defesa. Era esperado que Hugo, Souza e Leandro ficassem embolados no meio e, com um meio assim, não há ataque que funcione bem. O laboratório de Silas desaprovou nos 45 minutos iniciais e o empate em 1 a 1 ficou de bom tamanho.

Acreditando que as diferenças técnicas acabariam definindo o jogo em favor do Grêmio mesmo com um time livre, leve e solto, Silas não mudou o time para o segundo tempo. A primeira mudança ocorreria nos minutos iniciais na segunda fase: entrou Lúcio, saiu Fábio Santos. Inexplicável foi Silas ter começado o jogo com Fábio Santos.

O jogo seguiu sem que o Grêmio conseguisse ser superior. Marcou o segundo gol, levou o de empate, fez o terceiro e, depois de ver o Caxias ter um gol bem anulado, Souza fez aquilo que se esperava: sacou um meio-campista, Hugo, promovendo a entrada do volante Túlio. Sacaria ainda Jonas para entrada de Maylson.

Dá para se usar jogos assim como o de ontem como laboratório. Qual a lição? Silas deve estar convicto de que não pode atuar com apenas um volante no Gre-Nal de Erechim. Nem com três meias.

Em tempo: gostei do Caxias. Tentou se impor e chegou a fazer 2 a 2. Não se intimidou. Perdeu porque é inferior tecnicamente.

Jonas

Jonas começou o ano como moeda de troca. Decidiu o jogo em Pelotas e, ontem, teve participação nos três gols do Grêmio. Foi o meu melhor em campo. Se está decidido que Leandro será quarto homem do meio de campo o Grêmio tem a obrigação de renovar com Jonas. Valorizando-o. Em tempo: Leandro esteve bem. Alguém poderia dizer, em retruque, que o adversário era o Caxias. Digo que o Caxias fez boa partida. Vai sobrar alguém no meio.

Ypiranga

O correspondente do Correio do Povo em Erechim, José Ody, chama a atenção para o grande jogo de domingo, no Colosso da Lagoa. Teremos São Luiz de Ijuí, com 100% de aproveitamento, contra um Ypiranga, que, depois do fiasco contra o Inter B, bateu o Santa Cruz. Ody relata que, após a partida de estreia no Beira Rio, houve reunião e cobrança. Os 4 a 2 não haviam sido digeridos. Resultado: 2 a 0 no Santa Cruz, em ótima reabilitação. Márcio Oldra e Marquinhos, os dois médios, voltaram a atuar bem. Vamos torcer aqui por casa cheia no Colosso da Lagoa. Aproveito para elogiar as providências que estão sendo tomadas para o Gre-Nal.

Tiro livre

Está em Globo.com: "O Corinthians culpou as chuvas que caíram sobre São Paulo pela queda de energia no Parque São Jorge, nesta quinta-feira. O clube faria a apresentação oficial do novo patrocinador, que injetará cerca de R$ 41 milhões durante uma temporada."

Segue: "Mas o real motivo do adiamento do evento foi outro: o Timão não pagou a conta de luz referente ao mês de dezembro e teve o serviço cortado. A diretoria do Alvinegro nega".

E assim caminha o futebol brasileiro vai tempo. Milhões entrando no caixa e os serviços essenciais não sendo quitados em dia.





HILTOR MOMBACH > correio@correiodopovo.com.br