Porto Alegre

14ºC

Ver a previsão completa

Porto Alegre, quarta-feira, 23 de Agosto de 2017

Jornal > Ensino

ANO 115 Nº 180 - PORTO ALEGRE, SEGUNDA-FEIRA, 29 DE MARÇO DE 2010

Começa a Conferência da Educação

 Orquestra de Flautas da Capital apresentou-se na abertura oficial da Conae, em Brasília | Foto:  SOFIA CAVEDON / ESPECIAL / CP

Orquestra de Flautas da Capital apresentou-se na abertura oficial da Conae, em Brasília | Foto: SOFIA CAVEDON / ESPECIAL / CP

Orquestra de Flautas da Capital apresentou-se na abertura oficial da Conae, em Brasília
Crédito: SOFIA CAVEDON / ESPECIAL / CP



O final de semana foi de preparativos e de abertura oficial da Conferência Nacional de Educação (Conae), que desenvolverá trabalhos até quinta-feira (1/4), em Brasília. A comitiva gaúcha é formada por 106 delegados, entre educadores, estudantes, gestores e representantes da sociedade civil. A Conae irá definir o Plano Nacional de Educação (PNE) e indicará as diretrizes e estratégias educacionais para a próxima década no país.

Para a vice-presidente do Cpers, Neiva Lazzarotto, entre as pautas importantes e, eventualmente, polêmicas do debate está a definição da verba que será aplicada em Educação no Brasil. "Vamos defender o percentual de 10% do PIB. Hoje, não temos nem 5%. Na última discussão, uma mediação definiu 7%, mas o governo não acatou." Cita ainda a pauta sobre redução do número de alunos por turma, para 20 ou 25; e a continuação da luta pelo Piso Salarial do Magistério. O acordo mais fácil, conforme a dirigente, deve ocorrer sobre temas de formação permanente para capacitar educadores; e definição dos papéis de cada ente federativo no processo da gestão.

Representante do parlamento na Conae, a vereadora da Capital Sofia Cavedon defenderá "a consolidação das Escolas Especiais como parte da prática educacional inclusiva, atuando na perspectiva de inserção social e relacionada com as escolas comuns; de forma a aprofundar a interlocução e o debate, e contribuir com a socialização de experiências educacionais".