Porto Alegre

15ºC

Ver a previsão completa

Porto Alegre, sexta-feira, 23 de Junho de 2017

Jornal > Luiz Carlos Reche

ANO 116 Nº 122 - PORTO ALEGRE, DOMINGO, 30 DE JANEIRO DE 2011

Gre-Nal é na Guaíba

Faremos neste domingo mais uma transmissão histórica. Em Rivera teremos a Rádio Guaíba com quatro possibilidades de sintonia. AM 720, FM 101.3 e pelas ondas das rádios Maratã e Querência. Um presente para nossos ouvintes e anunciantes. A Rádio Guaíba é o grande patrimônio do rádio do Rio Grande do Sul e conta, atualmente, com uma nova e vibrante equipe. Temos quatro narradores de primeira linha, três grandes comentaristas, dois analistas de arbitragem (a única do Rio Grande que tem dois), dez repórteres, dois plantões e seis homens de retaguarda. Uma equipe para ninguém botar defeito. Jogamos todos pelo mesmo objetivo, deixando interesses pessoais de lado. Logo estaremos ampliando nossa rede de rádio com sinal via satélite, para não haver atraso na chegada do som. Grêmio e Inter vão com times reservas, mas a Guaíba é a equipe titular de todos os aparelhos.

Lauro

O goleiro Lauro é um grande sujeito. Ajuda a família, tem uma boa filosofia de vida e sabe onde quer chegar. Lauro vai ser publicitário quando largar a bola. Já fez faculdade de Educação Física e sempre que pode orienta seus familiares para que não torrem dinheiro. Lauro que recebe cerca de R$ 100 mil para não jogar no Inter. O goleiro colorado deu um carro para a sua mãe, pois esta andava de bicicleta em Belo Horizonte e ele era cobrado por isso. Explicação: carro tem custo de gasolina, manutenção, IPVA, e bicicleta não custa nada, além de ser bom exercício. Quando pôde, deu o automóvel.

Acessos

A Rádio Guaíba é um verdadeiro fenômeno. Em "radios.com.br" você pode conferir as mais acessadas do Rio Grande do Sul. Em número de cliques, dá um verdadeiro banho nas outras. Um milhão, seiscentos e cinquenta mil. A segunda tem 590 mil e a terceira 410 mil. Impressionante a diferença. Isso se chama história e credibilidade.

Separado

Não sei se é legal quatro jogadores do Inter treinarem em separado. A história que é para evitar onda é inócua. Eles se falam por celular, nos bares, nos shoppings, etc. E o Inter vai simplesmente torrá-los. Vai ficar mais difícil de repassar. E pode, por lei, discriminar?

Leandro Vuaden

Comissão de arbitragem cometeu um grande equívoco ao antecipar a realização dos testes físicos. O objetivo era incluir Leandro Vuaden no sorteio para o Gre-Nal. Resultado: Vuaden foi reprovado novamente. Conforme norma da comissão, isso não poderia ocorrer. O segundo teste seria no dia 7 de fevereiro, 30 dias após o primeiro. Pior que isso, outros árbitros também marcharam: Cristiano Hennig, Émerson Krombauer, Fabiano Oliveira, entre outros. De qualquer forma, quem está apitando melhor no Rio Grande do Sul é Márcio Chagas da Silva. Merece apitar o Clássico.

Timão

Um time de jogadores que saiu barato ou sem deixar nada para os cofres do Grêmio: Andrei, Felipe Matione, Adriano, Ânderson Polga, Réver, Tinga, Roger Flores, Ronaldinho, Maxxi Lopes, Luisão e Jonas. A observação é do amigo Adílson Pacheco.

POR ONDE ANDA

Valdemar Verardi. Irmão de Antônio Carlos Verardi. Uma família sensacional. Valdemar se orgulha de ser o primeiro atleta que veio de avião do Interior para atuar na Capital em 1949. Começou a jogar em 1945 no Grêmio Atlético de amadores de Passo Fundo. De 45 a 49. De lá veio para o Grêmio, onde atuou até 51. Ainda na era da Baixada, hoje o Parcão. Valdemar fala que na época a rivalidade era a mesma de hoje, mas não havia violência. Não chegou a vencer títulos jogando pelo Grêmio, apenas nos Aspirantes. Otto Pedro Bumbel foi o maior técnico que viu no futebol. Um momento marcante da carreira foi quando enfrentou a Seleção Brasileira no estádio do Vasco da Gama, quando se formou um combinado GreNal. Em final de 51 ficou doente e precisou abandonar o futebol. Em 1970, retornou ao Grêmio como funcionário, trabalhando na contabilidade. Ganhou apenas para se sustentar no futebol. Quando atuava pelo Grêmio também era funcionário da Secretaria da Saúde. O futebol não era muito profissional.

HISTÓRIA DA VIDA

Copa de 94. Paulo Sérgio Pinto chega para participar do Mundial. Grande companheiro. Paulo fica no quarto de um dos colegas. Este costuma acordar de madrugada. E numa das tantas vezes que tentou dormir, Paulo Sérgio foi ver o que estava acontecendo. Pois o colega narrador estava tentando falar em português com a portaria para que desativassem uma luz do telefone que ficava acesa e piscando. O sinal vermelho e piscando era para indicar que havia uma ligação não atendida ou um recado. Mas quem disse que o homem entendia? Foi uma guerra com o telefone.

Mulheres

Izabella Lukomska-Pyzalska, uma ex-modelo que já foi capa da Playboy, é a nova presidente do Warta Poznan, clube da segunda divisão da Polônia. Tem 33 aninhos e agora terá um grande desafio: tirar o Warta da vice-lanterna da Segundona polonesa. Ela é um pedaço de mau caminho. Ou os caras jogam pra agradá-la, ou não conseguirão se concentrar. As duas hipóteses são viáveis.

Falência

Metade dos jogadores encerra a carreira na falência, segundo consultor alemão. Em casos mais atuais cita o brasileiro Aílton, que foi campeão alemão com o Werder Bremen em 2004. Na sua época de glória, se especula, chegou a gastar 100 mil euros num mês em roupas. Atualmente, segundo a Sport Bild, ele integra a lista dos jogadores que tem muitas dificuldades financeiras. Será possível?

Sandro Silva

Bollatti é outro argentino que se diz contratado pelo Inter. Se der errado, ou se precisar mais um, a sugestão do Márcio Carrijo (filho do Jajá, das baterias, que nos deixou esta semana) é Sandro Silva, que atualmente joga no Málaga. Muito bom jogador e versátil. Seria útil até para reserva do Nei na lateral. Gosto dele.

LUIZ CARLOS RECHE | lcr@radioguaiba.com.br





LUIZ CARLOS RECHE > correio@correiodopovo.com.br