Correio do Povo - O portal de notícias dos gaúchos | Versão Impressa

Porto Alegre

28ºC

Ver a previsão completa

Porto Alegre, sábado, 15 de Dezembro de 2018

Arte & Agenda > Capa

ANO 116 Nº 130 - PORTO ALEGRE, SEGUNDA-FEIRA, 7 DE FEVEREIRO DE 2011

Pela música como um todo

Santiago Neto quer promover discussão, intercâmbio e a capacitação do segmento | Foto: cristiano estrela

Santiago Neto quer promover discussão, intercâmbio e a capacitação do segmento | Foto: cristiano estrela

Santiago Neto quer promover discussão, intercâmbio e a capacitação do segmento
Crédito: cristiano estrela

Uma das características marcantes do músico Santiago Neto, da banda Sombrero Luminoso, foi a de sempre falar mais de uma língua: do músico, do técnico e do gestor na área, assim como o portunhol que deu cara e irreverência à sua banda. Será esta a marca da gestão de Santiago na direção do Instituto Estadual de Música (IEM). "O IEM estava perdendo espaço no imaginário dos músicos gaúchos. Queremos democratizar o acesso aos projetos do Instituto, valorizar ações que desenvolvam a cadeia, não atingindo só o músico, mas o roadie, o técnico de som, o produtor, pois a música é geradora de emprego e renda", avalia.

Santiago lembra que o contexto atual brasileiro é outro. "De uns cinco anos para cá, o Brasil começou a se enxergar. Não é só o Centro que importa. Temos projetos do Ministério da Cultura, como o Circuito Fora do Eixo e também privados como o Rumos Itaú", aponta.

Neste primeiro ano de gestão no IEM, Santiago quer que o órgão seja realmente estadual e foca em três projetos: o Circuito Estadual de Música, com debates sobre temas da área, o intercâmbio entre músicos gaúchos com colegas de outros estados brasileiros e da América Latina, além do projeto Luzeiros. "O Luzeiros será realizado durante uma semana, sob uma lona de circo, com oficinas de capacitação para técnicos, roadies, criação de instrumentos musicais, com todos os alunos trabalhando no fim de semana para o show de algum grupo gaúcho", conta.

Segundo Santiago, o Circuito de Música terá edição no primeiro semestre e os projetos de intercâmbio, por editais, e o Luzeiros serão realizados no segundo semestre.