Correio do Povo - O portal de notícias dos gaúchos | Versão Impressa

Porto Alegre

24ºC

Ver a previsão completa

Porto Alegre, terça-feira, 18 de Dezembro de 2018

Jornal > Ensino

ANO 116 Nº 2 - PORTO ALEGRE, SÁBADO, 2 DE OUTUBRO DE 2010

Colégio Sévigné comemora 110 anos

Do Ensino Infantil pioneiro ao Superior
Crédito: TARSILA PEREIRA



As comemorações mais que centenárias, que mobilizam o Correio do Povo, também envolvem o Colégio Bom Jesus de Sévigné, que acaba de completar 110 anos. Fundado em 1 de setembro de 1900, pela madame francesa Emmeline Courteilh (esposa do agente consular da França em Porto Alegre, Octave Courteilh), a trajetória dessa instituição se confunde com a história de vida dos porto-alegrenses.

O nome da escola foi em homenagem à escritora francesa Marie de Rabutin-Chantal, a marquesa de Sévigné, uma das mentes mais brilhantes da França do século XVII. Pelas salas de aula do colégio, situado na rua Duque de Caxias, passaram personalidades, como a artista plástica Alice Soares, a educadora e ex-secretária Zilah Totta, a primeira desembargadora do Estado, Maria Berenice Dias, entre outras.

Inovador, o colégio foi o primeiro da Capital a oferecer Educação Infantil, mantendo, desde 1931, turmas mistas de Jardim de Infância. Em 2008, o Colégio Sévigné passou a compor a Rede Educacional São José; e, em 2009, foi incorporado ao também centenário grupo franciscano Bom Jesus. "Juntos, o Sévigné e o Bom Jesus estão escrevendo um novo e importante capítulo de uma história de excelência pedagógica e de rica formação humana", destacou a diretora da escola, Miriam Lourdes Zanatta.

Atualmente, o colégio atende a 442 alunos, do Ensino Infantil ao Médio. E, desde abril de 2005, oferece Ensino Superior, com a criação das Faculdades Integradas Sévigné (Fasev). Em 2011, terá vagas em quatro cursos.