Porto Alegre

13ºC

Ver a previsão completa

Porto Alegre, quinta-feira, 23 de Novembro de 2017

Cidades > Capa

ANO 116 Nº 211 - PORTO ALEGRE, SEXTA-FEIRA, 29 DE ABRIL DE 2011

São Sepé

Município completa 135 anos nesta sexta

Escultura que lembra Sepé Tiaraju é um dos atrativos turísticos da cidade | Foto: ana kasper / divulgação / cp

Escultura que lembra Sepé Tiaraju é um dos atrativos turísticos da cidade | Foto: ana kasper / divulgação / cp

Escultura que lembra Sepé Tiaraju é um dos atrativos turísticos da cidade
Crédito: ana kasper / divulgação / cp

O município de São Sepé, na região Central do Estado, completa, nesta sexta-feira, 135 anos de anos de emancipação. Para comemorar a data, está sendo desenvolvida uma programação especial na cidade desde a última segunda-feira. Hoje, haverá apresentação da Orquestra da Unisinos e do Coral do Sesc, às 20h, no Clube do Comércio. Entre as atividades da Semana do Município destacam-se ainda a inauguração do Parque Ambiental Municipal Galeno Santos Mota, a exposição de fotos de Alzir Bolsan e a Feira do Livro, que tem como patrono Carlos Nejar, membro da Academia Brasileira de Letras.

São Sepé fica a 58 quilômetros de Santa Maria e a 265 quilômetros de Porto Alegre. Foi reconhecido como município no ano de 1876, no governo do conselheiro Alencar Araripe. Sua população, de 24.721 habitantes, é formada por descendentes de italianos, alemães, turcos, libaneses, sírios, portugueses e africanos. A economia se baseia nas atividades agropastoris, com destaque para as culturas de arroz, soja e milho. Na pecuária, cria-se gado de corte e de leite e, no setor de extrativismo mineral, se produz calcário, granito e carvão.

O município apresenta, como um de seus pontos turísticos principais, a Estátua do Índio, situada na entrada da cidade, uma criação do escultor sepeense Zeca Teixeira. A escultura, feita em sucatas de ferro, lembra a figura do guerreiro guarani Sepé Tiaraju. Os visitantes também podem conferir a Igreja Nossa Senhora das Mercês, construída no início da povoação do município, e o fogo de chão, famoso por ser conservado aceso pela família Simões Pires desde o começo do século XIX. A cascata da Pulquéria, localizada no rio São Sepé, e a Praça das Mercês são outros pontos de visitação