Correio do Povo

Porto Alegre, 24 de Julho de 2014


Porto Alegre
Agora
16ºC
Amanhã
15º


Faça sua Busca


Jornal > Empreender

Letra Diminuir letra Aumentar Letra

ANO 117 Nº 225 - PORTO ALEGRE, SÁBADO, 12 DE MAIO DE 2012

QUEM FAZ

Professor gaúcho é destaque mundial

Aos 40 anos, Rocha presta assessoria a micro e pequenos empresários e conquista reconhecimento internacional<br /><b>Crédito: </b> pedro revillion
Aos 40 anos, Rocha presta assessoria a micro e pequenos empresários e conquista reconhecimento internacional
Crédito: pedro revillion
Aos 40 anos, Rocha presta assessoria a micro e pequenos empresários e conquista reconhecimento internacional
Crédito: pedro revillion

Após o advento da terceira onda, milhares de pessoas se dedicaram ao mundo da informática. Poucos, porém, conseguirão a façanha que o professor universitário gaúcho, natural de Porto Alegre, Carlos Fernando Paleo da Rocha conquistou: ser colocado na lista das 150 pessoas mais influentes do mundo na área de tecnologia para pequenas e médias empresas. O prêmio foi entregue em maio pela norte-americana SMB Nation, após competição patrocinada pela Black Berry.

Tão invejável quanto conquistar este título é ser agraciado como "Profissional mais valioso" pela Microsoft.

Correio do Povo: Por que a SMB Nation o colocou entre as 150 pessoas mais influentes do mundo?

Carlos Fernando Paleo da Rocha: Eles valorizam quem auxilia pequenas e médias empresas a tirar dúvidas de informática. Ainda mais quem faz isso de forma gratuita, como no meu site www.carlosfprocha.com.

Que outros destaques você já conquistou?

Faz sete anos que conquisto o prêmio de "Profissional mais valioso", concedido pela Microsoft. Na América Latina existem apenas dois especialistas agraciados na minha especialidade, e os dois são brasileiros.

Se sua formação é em Ciências Contábeis, por que assessorar empresas na área de informática?

Sou professor de Administração Financeira na Fargs, de Custos na FTEC e do pós-graduação da Facos, em Osório. Não raro, sou convidado por pequenos empresários para assessorá-los. Comecei a perceber que eles compravam equipamentos de informática caríssimos, mas que jamais usariam nem um décimo de seu potencial. Por isso, a partir de 2005, comecei a estudar gerenciamento de servidores. Passei então a indicar sistemas mais racionais e de acordo com as necessidades de cada empresa.

Qual o maior erro cometido pelos empresários?

O primeiro erro é não se assessorar devidamente, confiando apenas no que lhes diz o vendedor, que normalmente não é técnico e está interessado apenas em vender. O segundo é não pensar no futuro e comprar algo que nunca vai ser usado na sua plenitude ou um equipamento que em um ano estará obsoleto. Por isso é importante o conhecimento que tenho em Administração de Empresas, que me permite conversar com o empresário em uma linguagem que ele entenda.

Entidades de apoio a pequenas e médias empresas podem contar com sua assessoria?

Sem dúvida. Tenho cursos para empresas e para grupos de empresas. Só que não são receitas de bolo. Cada caso é um caso. Não tenho fórmulas prontas, pois a realidade de cada empresa é única e exige projeto específico. Os cursos são de curta duração e variam de 4 a 20 horas.

Como um jovem professor de 40 anos, bacharel em Ciências Contábeis, com mestrado em Finanças pela Ufrgs, define um líder?

É aquele que mostra o caminho pelo exemplo.

E o que é ter sucesso?

É um estado de espírito. É quando, após polirmos a pedra bruta, conseguimos ser felizes e fazer os outros felizes.






O que você deseja fazer?


Charge publicada no jornal Correio do Povo<br /><b>Crédito: </b> TACHO
Charge publicada no jornal Correio do Povo
Crédito: TACHO

Últimas notícias


Notícias mais lidas



Busca

EDIÇÕES ANTERIORES

Acervo de 09 de Junho de 1997 a 30 de Setembro de 2012. Para visualizar edições a partir de 1 de Outubro de 2012, acesse a Versão Digital do Correio do Povo. No menu, acesse “Opções” e clique em “Edições Anteriores”.