Porto Alegre

26ºC

Ver a previsão completa

Porto Alegre, terça-feira, 24 de Abril de 2018

Jornal > Política

ANO 117 Nº 315 - PORTO ALEGRE, SEXTA-FEIRA, 10 DE AGOSTO DE 2012

Genu teria função de ''mensageiro''

O advogado Maurício Maranhão de Oliveira afirmou que o Ministério Público igualou, na denúncia do mensalão, um "mensageiro" a deputados. Ele defendeu ontem João Cláudio Genu no Supremo. Genu foi assessor do ex-deputado José Janene quando este, já falecido, ocupou a tesouraria do PP. "João Cláudio Genu era um mero assessor parlamentar. Ele atuou na função de mensageiro do PP", disse. "Segundo a denúncia, corrupção passiva constituiu no recebimento direto ou disfarçado de vantagem em troca do apoio político de Pedro Corrêa, José Janene e Pedro Henry. É exigida ação do parlamentar. A denúncia elevou o dependente à mesma condição dos parlamentares." Para Oliveira, a denúncia "parece areia movediça" ao colocar Genu no mesmo patamar dos parlamentares.