Correio do Povo - O portal de notícias dos gaúchos | Versão Impressa

Porto Alegre

19ºC

Ver a previsão completa

Porto Alegre, terça-feira, 20 de Novembro de 2018

Correio Rural > Capa

ANO 117 Nº 366 - PORTO ALEGRE, DOMINGO, 30 DE SETEMBRO DE 2012

Riqueza armazenada em garrafas PET

No geral, são necessários 21 dias para que a silagem de colostro fique pronta para o consumo | Foto: vilnei varzim / divulgação /cp

No geral, são necessários 21 dias para que a silagem de colostro fique pronta para o consumo | Foto: vilnei varzim / divulgação /cp

No geral, são necessários 21 dias para que a silagem de colostro fique pronta para o consumo
Crédito: vilnei varzim / divulgação /cp

Asilagem de colostro é o resultado do processo de armazenagem deste líquido em garrafas PET (de qualquer tamanho), onde acontece uma fermentação anaeróbica. A responsável pela pesquisa, Mara Helena Saasfeld, veterinária da Emater, observa que o pH do colostro baixa para em torno de 4,0. "Por isso, batizei de silagem de colostro, que é o mesmo processo de outras silagens." Por cinco dias, uma vaca de produção de 20 litros de leite por dia pode chegar a ter armazenado 60 litros de colostro, já que o bezerro não dá conta de alimentar-se de toda a produção.

A pesquisa de Mara nasceu exatamente deste excedente. Professora de cursos no Centro de Formação de Agricultores da Emater, em Canguçu, onde há uma propriedade leiteira, cada vez que uma vaca paria uma quantidade de colostro, era descartada. "E assim é em muitas fazendas", lembra Mara. A veterinária conta que recomendavam aos produtores que resfriassem a substância. Mas, como para isto são necessários freezers potentes o custo, não era viável para todos. Foi assim que a pesquisa evoluiu e, por um ano e meio, a pesquisadora conservou o colostro em garrafas PET, longe do sol e sem refrigeração. "Para minha surpresa, o colostro estava bom para ser utilizado e não havia perdido suas propriedades nutricionais. É um processo muito simples que resulta em ganhos diretos ao produtor", acredita.

No geral, é necessário esperar 21 dias para que a silagem fique pronta. Mas, alerta a pesquisadora, se o produtor tem certeza da higiene de sua propriedade, pode usar a partir do sexto dia de acondicionamento.

A veterinária explica que, se esperar 21 dias, há uma inativação de todas as bactérias patogênicas do colostro, restando apenas Lactobacillus spp vivos, que são bactérias probióticas em potencial.

ADMINISTRANDO A SILAGEM

Modo de preparo

- Após alimentar a terneira, colocar o excedente de colostro em garrafas plásticas, bem limpas, de 0,5 e 2 litros e fechar sem a presença de ar.

- Armazenar sem refrigeração, protegido do sol e deixar fermentando por um período de no mínimo 21 dias.

Como utilizar

- Após a fase inicial de três dias recebendo o colostro da mãe, os terneiros podem receber a mistura especial.

- Para utilizar a silagem, diluí-la em igual quantidade de água, ficando com 38°C.

- Existe a necessidade de acostumar os animais ao sabor da silagem de colostro. Neste trabalho, acrescentar ao leite pequenas quantidades do produto, até que o animal passe a recebê-lo apenas diluído em água.

Fonte: Emater

A fórmula para a terneira consumir colostro:

1 dia - 0,5 litro da mistura (silagem + água) + 1,5 litro de leite

2 dia - 1 litro da

mistura (silagem + água) + 1 litro de leite

3 dia - 1,5 litro da mistura (silagem + água) + 0,5 litro de leite

4 dia - Dar a mistura pura (silagem de colostro + água).

Fonte: Emater