CORREIO DO POVO
PORTO ALEGRE, QUARTA-FEIRA, 19 DE AGOSTO DE 1998
Time leva 1 a 0 do Vasco e chega a 12 jogos sem vitória

24TIMELE.jpg Mauricinho contra Rodrigo Mendes: Grêmio perde, e torcida do Vasco grita "olé"
 
 

O Grêmio alcançou a humilhante marca de 12 jogos oficiais sem vitória ao ser derrotado por 1 a 0 para o time reserva do Vasco da Gama, ontem à noite, em São Januário, consolidando a posição de lanterna no grupo E da Copa Mercosul. Celso Roth, que vinha de três empates consecutivos, perdeu seu primeiro jogo com o Grêmio. No final, em vez de responsabilizar Fabinho, expulso mais uma vez, o vice-presidente Adalberto Preis culpou a arbitragem pelo resultado.

Depois de Goiano, no domingo, foi a vez de Fabinho deixar o time com um jogador a menos. Numa expulsão anunciada desde que levou o cartão amarelo, no começo da partida, Fabinho passou a fazer tantas faltas que sua expulsão era uma questão de tempo. O treinador Celso Roth, se estivesse mais atento, teria substituído o volante antes que ele levasse o segundo cartão amarelo (e fosse expulso), aos 9 minutos do 2º tempo, por uma falta desnecessária.

Se antes disso, o Grêmio já não conseguia impor seu futebol sobre

os reservas do Vasco, tudo ficou pior com 10 jogadores em campo. O Grêmio, que jogava melhor, cedeu terreno. Aos 24 minutos, o excelente zagueiro Géder subiu para cabecear e fazer 1 a 0.

Vasco da Gama: Márcio; Vitor, Geder, Henrique e Alex; Nélson, Fabrício, Gian e Maricá; Mauricinho (Rogério) e Sorato (Vanderlei).

Grêmio: Danrlei; Itaqui, Rivarola, Scheidt e Roger; Fabinho, Goiano, Ronaldinho (Tinga) e Rodrigo Mendes (Ricardo Miranda); Zé Alcino e Clóvis (Danlaba). Árbitro: Wilson de Souza Mendonça.
 
 


Correio do Povo
Porto Alegre - RS - Brasil