CORREIO DO POVO
PORTO ALEGRE, QUARTA-FEIRA, 16 DE SETEMBRO DE 1998
Empate com prejuízo para o Grêmio
Itaqui e Djair saem machucados no 1 a 1 contra o Universidade Católica, pela Mercosul. Time ocupa o 3º lugar do grupo E

O Grêmio não conseguiu comemorar seus 95 anos de fundação com uma vitória. Ficou no empate em 1 a 1 com o Universidad Católica, ontem à noite, no estádio San Carlos, em Santiago. Com isso, o Grêmio fica em 3O lugar no grupo E da Copa Mercosul, com 4 pontos. River Plate e Vasco lideram com 5. O Universidad é o último, com 3 pontos.

Com um toque de bola envolvente no começo do jogo, o time chileno conseguiu controlar o Grêmio. Aos 12 minutos, Goiano entrou mal na jogada e cometeu pênalti. Lepe cobrou com categoria e marcou 1 a 0. Mal posicionado e sem força na frente, o Grêmio foi mal no primeiro tempo. O Universidad, com mais posse de bola, não soube aproveitar o domínio na partida.

No segundo tempo, o treinador Celso Roth deslocou Itaqui para o lado direito. Aos 8min, Itaqui foi ao fundo e cruzou na medida para Rodrigo Mendes, que havia iniciado a jogada. O atacante desviou de cabeça e empatou o jogo. O Grêmio passou a pressionar em busca do segundo gol, mas o Universidad resistiu e, aos poucos, começou a levar perigo. Preocupado, Roth reforçou a marcação com Djair em lugar de Ronaldinho.

Próximo dos 30 minutos, Itaqui, lesionado, pediu para sair. Quase ao mesmo tempo, Djair sofreu uma torção de joelho. Marcelo Müller e Éder entraram, deixando o Grêmio muito descaracterizado. A partir daí, o time gaúcho tratou de resistir, tentando contra-ataques puxados por Rodrigo Mendes.

Universidad Católica: Tapia; Cornelo, Vargas, Ramirez e Pizarro; Ormazabal, Lepe, Edu Manga (Osório) e Mirosevic (Goldberg); Figueroa e Moya.

Grêmio: Danrlei; Walmir, Scheidt, Rodrigo e Roger; Fabinho, Goiano, Itaqui (Marcelo Müller) e Ronaldinho (Djair) (Éder); Clóvis e Rodrigo Mendes.

Árbitro: Roberto Troxler (Paraguai). Vermelho para Moya (45 - do 2O tempo).
 
 


Correio do Povo
Porto Alegre - RS - Brasil