CORREIO DO POVO
PORTO ALEGRE, SEXTA-FEIRA, 10 DE MARÇO DE 2000

Lopes assume o comando do Grêmio
Novo treinador quer utilizar Ronaldinho como segundo atacante. Críticas ao time tornaram insustentável a situação de Leão




24LOPES9.jpg Antônio Lopes desembarca sábado para assumir o Grêmio


Um dia após dizer que era apenas o orientador do time, não podendo cobrar ou defender pênaltis, o técnico Émerson Leão foi demitido pelo Grêmio. O próprio treinador procurou os repórteres para dizer que estava deixando o clube, às 18h45min de ontem. 'Foi um desquite amigável, continuo amigo de todos aqui no Grêmio', analisou. 'As coisas não estavam caminhando bem.' Duas horas após romper com Leão, o Grêmio anunciou Antônio Lopes, ex-Vasco da Gama, como seu substituto.

'Lopes é um campeão, homem de grande experiência e bagagem', elogiou o vice de futebol, Antônio Vicente Martins. O novo técnico lamentou ontem que Leão não tivesse tido sorte. 'Em dezembro, eu acertei com o Grêmio, mas o Vasco não quis me liberar.' Desta vez, segundo o treinador, 'o acerto ocorreu em dez minutos'. Lopes revelou que indicou o lateral Ânderson ao Vasco e o zagueiro Marinho ao Grêmio. Em 92, Lopes conduziu o Inter à conquista da Copa do Brasil. Seus títulos mais recentes foram o Brasileiro de 97 e a Libertadores de 98, ambos com o Vasco. O novo treinador chegará amanhã, às 12h. À tarde, assistirá ao amistoso contra o Santa Cruz, no estádio Olímpico. Pedro Santilli, indicado por Leão, poderá permanecer. Antônio Lopes será auxiliado diretamente pelo ex-zagueiro Miguel, com quem trabalhou no Vasco, no Fluminense e no Kuwait.

As freqüentes convocações de Ronaldinho para a Seleção não preocupam o treinador. 'No meu time, ele será segundo atacante, sem grande preocupação em marcar. Ele tanto cria oportunidades como faz gols.' Lopes analisará com o preparador físico Paulo Paixão as atuais condições do grupo. Cresce a chance da vinda de Nasa.

Contratado dia 19 de dezembro do ano passado, Leão comandou o Grêmio por 82 dias, período em que obteve somente uma vitória em nove partidas disputadas (3 a 0 contra o Atlético Mineiro). Quarta-feira, sentindo-se pressionado, disse que a responsabilidade também deveria ser assumida pelos jogadores. 'Eu não bato pênalti', resumiu. Ronaldinho, que desperdiçou uma penalidade contra o Lérida, admitiu apenas parcialmente o erro. 'Sou eu quem cobra os pênaltis e faltas, mas há dias em que as coisas não dão certo', lembrou.

Émerson Leão sorriu bastante ao comunicar sua saída, ontem à tarde. Pela manhã, havia sido lacônico nas respostas. À tarde, ao deixar o campo, após o treinamento, chegou a dizer que havia sido 'sacaneado' pelos repórteres.



Correio do Povo
Porto Alegre - RS - Brasil