Vice-presidente da Amazon apresenta assistente digital com comando de voz

Vice-presidente da Amazon, Werner Vogels, apresentou novo produto da marca no Web Summit | Foto: Fernanda Pugliero / Especial / CP
Vice-presidente da Amazon, Werner Vogels, apresentou novo produto da marca no Web Summit | Foto: Fernanda Pugliero / Especial / CP

Para Werner Vogels, o uso da voz deve virar novo padrão tecnológico

Seguindo a trilha traçada por Siri, dispositivo lançado pela Apple que permite comandos por voz em celulares que operam pelo sistema IOS, a Amazon promete revolucionar o mercado com seu novo produto. O Alexa, já disponível nos Estados Unidos, trata-se de uma assistente digital inteligente que é capaz de encomendar uma pizza a partir do comando do proprietário, armazena recados ou fecha as janelas da casa, caso isso também seja solicitado.

O dispositivo ainda não está disponível português, mas Werner Vogels, vice-presidente da Amazon, aproveitou seu tempo no palco principal do Web Summit para avisar que, em breve, Alexa falará também outros idiomas. Nos Estados Unidos, o dispositivo, disponível para compra desde 2014, virou tendência no mercado tecnológico neste ano.

A versão mais modesta do Alexa Amazon custa cerca de 130 dólares. Na mesma linha, a Google também já tem no mercado produto semelhante. “O uso da voz é o novo padrão”, afirmou Vogels, referindo-se ao novo jeito de proporcionar comunicação entre seres humanos e máquinas de inteligência artificial. “Pensem na Siri da Apple, mas para a casa toda”, ilustrou Vogels.

O executivo aproveitou a oportunidade para explicar a evolução do produto da Amazon e também citar dispositivos semelhantes produzidos por outras empresas. “A maneira como responde aos comandos dos utilizadores é cada vez menos robótica”, afirmou, fazendo referência ao tipo de voz com a qual o aparelho responde aos usuários. “Essa tecnologia tem melhorado graças a uma parceria gigante de vendas online e da Microsoft”, completou.

Ele defendeu ainda que é preciso começar a construir interfaces humanos nos computadores. “Temos que acabar com as barreiras, como o mouse e teclados”, disse. Citando o exemplo de um idoso com dificuldades de memória, Vogels explicou: “Trabalhamos para essa inovação melhorar a vida de todas as pessoas. Com o Alexa, um idoso pode perguntar várias vezes ao dia uma mesma questão e ter sempre uma resposta que vai facilitar seu dia-a-dia.”

Ao final da palestra, Vogels questionou à audiência da Arena Altice: “Vocês têm alguma pergunta?”. Alguns jornalistas e expectadores chegaram a se mexer na cadeira e levantar às mãos para aproveitar a brecha. Não demorou para, rindo, Vogels responder: “Se (vocês) têm, façam-nas ao Alexa”.

Fonte: Fernanda Pugliero

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *