Crescem ciberataques contra EUA, em especial da Rússia, diz chefe de Inteligência

Dan Coats advertiu sobre ameaça de ciberataques contra EUA. Foto: Saul Loeb / AFP / CP SAUL LOEB

A ameaça de ciberataques contra os Estados Unidos, em especial da Rússia, está em um “ponto crítico” – advertiu o diretor de Inteligência, Dan Coats, antes da cúpula entre Donald Trump e o presidente russo, Vladimir Putin, nesta segunda-feira, em Helsinque.

“Os sinais de alerta estão aí. O sistema está piscando. Por isso, acho que alcançamos um ponto crítico”, disse Coats em um evento em Washington na sexta-feira. “Hoje, a infraestrutura digital do país está sendo literalmente atacada. E os piores autores desses ciberataques são Rússia, China, Irã e Coreia do Norte”, acrescentou, ressaltando que a Rússia é “o ator estrangeiro mais agressivo”.

“Os agentes russos e outros tentam aproveitar as vulnerabilidades em nossa infraestrutura”, alertou Coats, considerando que o objetivo dos ataques é perturbar o curso normal da democracia americana. Apesar de não haver indícios de interferências no caminho para as eleições legislativas de novembro, como as constatadas na campanha presidencial de 2016, Coats indicou que “somos conscientes de que estamos a um clique de distância de uma situação similar”.

Na sexta-feira, a Justiça americana indiciou 12 agentes de Inteligência russos por hackearem os e-mails do Partido Democrata durante a corrida eleitoral de 2016, da qual o candidato republicano Donald Trump saiu vencedor.

Fonte: AFP 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *