Correio do Povo | Notícias | Dilma anuncia 13 novos nomes da reforma ministerial

Porto Alegre

19ºC

Ver a previsão completa

Porto Alegre, terça-feira, 23 de Outubro de 2018

  • 23/12/2014
  • 20:18
  • Atualização: 23:09

Dilma anuncia 13 novos nomes da reforma ministerial

PMDB aumenta influência enquanto Jacques Wagner é indicado ministro da Defesa

Dilma anuncia 13 novos nomes da reforma ministerial | Foto: Roberto Stuckert Filho/Palácio do Planalto/CP

Dilma anuncia 13 novos nomes da reforma ministerial | Foto: Roberto Stuckert Filho/Palácio do Planalto/CP

  • Comentários
  • Agência Brasil

O Palácio do Planalto anunciou, nesta terça-feira, 13 novos nomes da reforma ministerial da presidente Dilma Rousseff para 2015. O PMDB aumentou sua influência no executivo com um total de seis pastas, cinco delas anunciadas nesta terça. O próprio PT, por sua vez, teve Jacques Wagner indicado para o ministério da Defesa.

Um nome já esperado era o de Kátia Abreu para Agricultura, Pecuária e Abastecimento. Aldo Rebelo (PCdoB) deixa o Esporte e foi indicado para Ciência Tecnologia e Inovação), enquanto Cid Gomes (Pros) vai comandar a Educação, onde os petistas acabaram perdendo lugar para evitar disputa interna da sigla.

Foram apontados nesta terça, ainda, Edinho Araújo (Secretaria de Portos); Eduardo Braga (Minas e Energia);o gaúcho Eliseu Padilha (Secretaria de Aviação Civil). George Hilton (Esporte); Gilberto Kassab (Cidades); Helder Barbalho (Secretaria de Aquicultura e Pesca); Nilma Lino Gomes (Secretaria de Políticas de Promoção da Igualdade Racial); Valdir Simão (Controladoria Geral da União) e Vinicius Lajes (Turismo).                                                                              

Aviação Civil

O futuro ministro da Secretaria de Aviação Civil, deputado Eliseu Padilha (PMDB-RS), que vai substituir o também peemedebista Moreira Franco, é um dos políticos mais próximos do atual vice-presidente da República e presidente nacional do partido, Michel Temer. O parlamentar gaúcho é o atual presidente da Fundação Ulysses Guimarães, entidade ligada ao PMDB                        

Minas e Energia

O senador Eduardo Braga (PMDB) nasceu em Belém (PA), em 1960. Empresário do setor de revenda de automóveis, é formado em engenharia elétrica pela Universidade Federal do Amazonas. Braga é autor da Lei de Mudanças Climáticas e Conservação Ambiental, além de ter criado o Programa Bolsa Floresta e a Fundação Amazonas Sustentável. Atualmente, coordena o PMDB Sócio Ambiental. Desde março de 2012, Braga é líder do governo da presidenta Dilma Rousseff no Senado.

Pesca

Novo ministro da Pesca, Helder Barbalho é filho é natural de Belém, Helder tentou eleger-se governador do Pará pela primeira vez este ano, mas perdeu para Simão Jatene. Formado em administração, começou a carreira política há 15 anos, quando foi eleito o vereador mais votado de Ananindeua. Em 2002, elegeu-se deputado estadual. Aos 25 anos, foi eleito o prefeito mais jovem da história do Pará. Em 2008, foi reeleito prefeito de Ananindeua. Em 2008 e 2010, recebeu o prêmio de Prefeito Empreendedor, do Sebrae do Pará, pelo incentivo à geração de emprego e renda para a população de Ananindeua.

Tecnologia e Inovação 

Novo ministro da Ciência, Tecnologia e Inovação, o atual ministro do Esporte, Aldo Rebelo, é membro do PCdoB. Jornalista e deputado federal eleito por cinco mandatos consecutivos (1989 a 2011), é conhecido pela postura nacionalista e por projetos como o da redução de estrangeirismos na língua portuguesa e o da reforma do Código Florestal Brasileiro. Presidente da Câmara de 2005 a 2007, foi líder do PCdoB e do governo Lula. Em janeiro de 2004, licenciou-se do mandato de deputado e assumiu a Secretaria de Coordenação Política e Assuntos Institucionais da Presidência da República.

Agricultura 

A senadora Kátia Abreu é quem vai comandar o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento no segundo mandato da presidenta Dilma Rousseff. Senadora da República pelo PMDB de Tocantins, Kátia Abreu é presidenteda Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) desde 2008. Este ano, foi reeleita pela segunda vez para dirigir a entidade representativa dos produtores rurais, que agrega 27 federações estaduais e 2 mil sindicatos.

Educação 

O novo ministro da Educação é o atual governador do Ceará, Cid Gomes. Em 1990, conquistou o primeiro mandato de deputado estadual, reelegendo-se em 1994.  Em 2006, elegeu-se, em primeiro turno, governador do Ceará e também coordenou a campanha de Luiz Inácio Lula da Silva para o segundo turno da eleição presidencial. Em 2010, foi reeleito ao cargo de governador.  

Esporte 

George Hilton, que substituirá o atual ministro Aldo Rebelo, está no terceiro mandato como deputado federal pelo PRB de Minas Gerais. Hilton conquistou o primeiro mandado na Câmara dos Deputados em 2006 pelo PP e foi reeleito em 2010 e em 2014 já pelo PRB, partido do qual é líder.  Natural de Alagoinhas, na Bahia, Hilton nasceu em 11 e junho de 1971 e é radialista, apresentador de televisão e teólogo. Já integrou as comissões de Constituição e Justiça, de Minas e Energia, de Relações Exteriores e Defesa Nacional e de Cultura e de Educação.

Defesa

Atual governador da Bahia, Jaques Wagner vai assumir o Ministério da Defesa. O petista foi ministro do Trabalho e Emprego durante o primeiro governo Lula. Em 2005, assumiu a função de ministro das Relações Institucionais, em meio à crise política que resultou nas denúncias sobre o mensalão. Também coordenou a Secretaria Especial do Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social da Presidência da República. 

Cidades  

Economista, engenheiro civil e empresário, Gilberto Kassab foi duas vezes prefeito de São Paulo, entre 2006 e 2012. Ele assumiu a prefeitura da capital paulista pela primeira vez após a renúncia de José Serra, de quem era vice-prefeito, quando este deixou o cargo para se candidatar ao governo do estado. Graduado engenheiro civil pela Escola Politécnicda da Universidade de São Paulo (Poli-USP) e economista pela Faculdade de Economia e Administração da Universidade de São Paulo (FEA-USP), foi  deputado federal por duas legislaturas (1999-2003 e 2203-2007), renunciou em 1º de janeiro de 2005 para assumir o mandato de vice-prefeito em São Paulo.

Turismo 

O atual ministro do Turismo, o alagoano Vinicius Lages, 56 anos, foi confirmadono comando da pasta durante o novo mandato da presidenta Dilma Rousseff. Lages é engenheiro agrônomo e doutor em economia do desenvolvimento com especialização em economia de serviços, turismo e desenvolvimento de negócios. Vinicius Lages ocupa o ministério desde março deste ano, quando substituiu o deputado Gastão Vieira (PMDB-MA).  

Controladoria-Geral da União

Indicado ministro-chefe da Controladoria-Geral da União (CGU), Valdir Moysés Simão é auditor de carreira da Receita Federal e exerce, desde o início de fevereiro deste ano, o cargo de secretário executivo da Casa Civil. Antes, trabalhou como assessor da presidenta Dilma Rousseff, no cargo de coordenador do Gabinete Digital da Presidência da República. Também foi secretário de Fazenda do Distrito Federal e presidente do Instituto Nacional de Seguro Social (INSS). Entre 2011 e 2013, foi secretário executivo do Ministério do Turismo, onde acompanhou projetos destinados à transparência e aumento do controle de contratos e gastos.