Porto Alegre, sábado, 25 de Outubro de 2014

  • 23/12/2010
  • 10:49
  • Atualização: 11:02

Criminoso preso em briga provocou rebelião no Presídio de São Borja

Colchões foram queimados durante as quatro horas de duração da confusão

  • Comentários
  • Rádio Guaíba

Um detento que tinha saída temporária, mas retornou à penitenciária depois de ser preso em uma briga, provocou o começo de uma rebelião no presídio de São Borja, na Fronteira Oeste do Estado. A confusão começou na madrugada desta quinta-feira, quando o homem retornou à casa prisional se revoltou contra os agentes e incitou os detentos de sua galeria a se rebelarem. Apenas os presos de uma das onze celas não se envolveram na confusão. Conforme a Brigada Militar, colchões foram queimados e colocados no corredor da galeria, celas foram destruídas e janelas quebradas.

Das 2h às 6h desta quinta-feira, mais de cem homens da Brigada Militar e Superintendência dos Serviços Penitenciários (Susepe) negociaram o fim da rebelião. “No final das contas, o mesmo preso que começou a rebelião pediu que os companheiros encerrassem com ela. Ele acabou se entregando”, disse o major Edson Damião de Melo Ribas, comandante de São Borja.

Foram apreendidos celulares e estoques em algumas celas. Dez presos foram transferidos para Ijuí. Os 50 homens da Brigada Militar de São Borja receberam o apoio de agentes do Pelotão de Operações Especiais de Uruguaiana e de Itaqui.


Bookmark and Share


TAGS » Polícia, Rebelião