Porto Alegre, domingo, 21 de Dezembro de 2014

  • 06/09/2011
  • 08:23
  • Atualização: 10:58

Presos integrantes de quadrilha que se passavam por policiais

Suspeitos foram detidos em operação Ad Falsum no Vale dos Sinos

	Com os presos, agentes apreenderam armas e objetos usados pela polícia | Foto: Bruno Alencastro

Com os presos, agentes apreenderam armas e objetos usados pela polícia | Foto: Bruno Alencastro

  • Comentários
  • Correio do Povo

Ao menos seis pessoas, com idades entre 20 e 30 anos, foram presas nesta terça-feira suspeitas de integrarem uma quadrilha que extorquia comerciantes no Vale dos Sinos. De acordo com a polícia, os criminosos se faziam passar por policiais. Na operação Ad Falsum, realizada em São Leopoldo, foram apreendidos documentos indicando que o grupo estaria planejando assaltos a banco e a carro-forte.

Além de pistolas calibre 380, um revólver 38 e farta munição, os agentes apreenderam com os suspeitos cacetete, algema, roupa tática e touca ninja. Segundo a 2ª Delegacia de Polícia de São Leopoldo, os presos utilizavam nome de policiais do litoral e do Departamento Estadual de Investigação do Narcotráfico (Denarc). Eles serão indiciados por extorsão, formação de quadrilha, falsidade ideológica e usurpação de função pública.

A quadrilha causou prejuízo de cerca de R$ 50 mil reais a três vítimas, mas as investigações indicam que pode haver mais pessoas lesadas pelo grupo. Na operação, foram utilizados 40 policiais em cerca de 10 viaturas.


Foram apreendidos pistolas, um revólver, cacetete, algema, roupa tática e touca ninja / Foto: Bruno Alencastro


Bookmark and Share


TAGS » Polícia, Operação