Porto Alegre, quinta-feira, 27 de Novembro de 2014

  • 25/02/2012
  • 12:28
  • Atualização: 12:43

Ato marcará um ano de atropelamento de ciclistas na Cidade Baixa

Atividade integra Fórum Mundial da Bicicleta realizado em Porto Alegre

  • Comentários
  • Camila Kila / Rádio Guaíba

Milhares de pessoas são esperadas na manifestação denominada "Ato Por Cidades Mais Humanas", que integra o Fórum Mundial da Bicicleta, e está marcada para as 18h30min deste sábado, em Porto Alegre. A atividade ocorre na rua José do Patrocínio, bairro Cidade Baixa, onde há um ano ocorreu o atropelamento coletivo de ciclistas do grupo Massa Crítica. Os participantes sairão da Usina do Gasômetro e seguirão escoltados pela Empresa Pública de Transporte e Circulação (EPTC).

Para a realização do ato, haverá bloqueio do trânsito na rua José do Patrocínio, entre as ruas da República e Alberto Torres, onde o grupo deve se concentrar. Outras atividades, como apresentações musicais e teatrais, são devem ocorrer até cerca de meia-noite. 

Desde às 7h deste sábado, o tráfego na avenida Edvaldo Pereira Paiva também foi interrompido e assim deve permanecer até o final do Fórum Mundial da Bicicleta, que ocorre no final da tarde deste domingo. Na quinta-feira, quando o evento teve início, uma ciclofaixa provisória foi implantada na Sete de Setembro, demarcada com cones no trecho entre a Praça Montevidéu e a Praça da Alfândega. O objetivo é oferecer maior segurança aos participantes que se dirigirem à Usina, evitando o deslocamento pela avenida Mauá, considerada perigosa para ciclistas.

Um dos organizadores do evento, Marcelo Kalil, ressalta que a falta de estrutura impede que os moradores de Porto Alegre possam trafegar utilizando bicicletas nas vias. Ele ressalta que o plano municipal cicloviário, que prevê 495 km de ciclovia, foi aprovado em 2009, mas que, até hoje, apenas 7 km foram implantados, sendo que direcionados ao lazer. Um dos objetivos do Fórum é pressionar a prefeitura a implantar a ciclovia e possibilitar que as pessoas possam se deslocar utilizando bicicleta no dia a dia com segurança. Conforme Kalil, isso resultaria em uma cidade mais sustentável e mais humana.

A 1ª edição do Fórum Mundial da Bicicleta foi programada para o período em virtude do aniversário de um ano do atropelamento de 17 ciclistas no bairro Cidade Baixa. No dia 25 de fevereiro de 2011, durante a pedalada mensal do Massa Crítica, que reunia 150 pessoas, o funcionário público Ricardo Neis avançou o carro que conduzia sobre o grupo. Neis foi denunciado por tentativa de homicídio e chegou a ser preso, mas conseguiu o direito de responder ao processo em liberdade.

Assista ao vídeo do atropelamento:



Bookmark and Share