Correio do Povo

Porto Alegre, 24 de Julho de 2014


Porto Alegre
Agora
10ºC
Amanhã
16º


Faça sua Busca


Notícias > Internacional

ImprimirImprimir EnviarEnviar por e-mail Fale com a redaçãoFale com a redação Letra Diminuir letra Aumentar Letra

27/03/2012 13:56 - Atualizado em 27/03/2012 14:16

Facebook pede que juiz desconsidere reivindicação de propriedade

Contrato assinado por Mark Zuckerberg em 2003, e apresentado por homem no ano passado, seria falso

O Facebook pediu nesta segunda-feira a um juiz que desconsidere a solicitação de um homem de Nova York que diz ser proprietário parcial da rede social. Paul Ceglia se apresentou à corte em junho do ano passado afirmando que tinha assinado um contrato com o co-fundador do Facebook, Mark Zuckerberg, em abril de 2003 para projetar um site chamado "The Face Book" ou "The Page Book". Ceglia apresentou a cópia de um contrato com Zuckerberg no tribunal de Buffalo, norte do estado de Nova York.

Os advogados do Facebook apresentaram uma moção para que o caso seja desconsiderado porque Ceglia teria apoiado seu pedido em documentos falsos "e mensagens de correio eletrônico inventadas". "A evidência está apresentada e é devastadora para Ceglia", anunciou o Facebook segundo documentos judiciais, que também acusaram o homem de destruir ou manipular provas e desobedecer a ordens judiciais. De acordo com eles, o contrato apresentado por Ceglia em 2003 era para um site na internet chamado StreetFax, que proporcionava uma base de dados fotográfica das interseções de trânsito para corretores de seguro. Ceglia terá tempo para apresentar uma resposta legal antes que um juiz avalie a petição do Facebook.

Bookmark and Share


Fonte: AFP






O que você deseja fazer?

Busca

EDIÇÕES ANTERIORES

Acervo de 09 de Junho de 1997 a 30 de Setembro de 2012. Para visualizar edições a partir de 1 de Outubro de 2012, acesse a Versão Digital do Correio do Povo. No menu, acesse “Opções” e clique em “Edições Anteriores”.