Porto Alegre, sábado, 25 de Outubro de 2014

  • 08/04/2012
  • 09:37
  • Atualização: 09:44

Bombardeios matam 24 membros da Al-Qaeda no Iêmen

Aeroporto internacional de Sanaa foi reaberto depois de ameaça militar

  • Comentários
  • AFP

Vinte e quatro membros da Al-Qaeda morreram em bombardeios no Iêmen, anunciaram neste domingo o ministério iemenita da Defesa e um líder tribal – 16 terroristas da Al-Qaeda num bombardeio contra Kud, perto de Zinjibar, e oito integrantes do grupo terrorista num ataque com míssil contra o carro no qual estavam na região sudeste do Iêmen. O líder atribuiu o ataque a um avião sem piloto americano. O ataque aconteceu perto da cidade de Essilan, quando os membros da Al-Qaeda viajavam entre as províncias de Shawa e Marib.

Também neste domingo, o aeroporto internacional de Sanaa foi reaberto, depois de permanecer um dia fechado em consequência da ameaça de militares da Força Aérea. Militares leais ao general Mohamed Saleh al-Ahmar, meio-irmão do ex-presidente Ali Abdullah Saleh que se negou a ceder o comando da Força Aérea depois de ser demitido, ameaçaram atacar o aeroporto

Outras fontes militares, no entanto, afirmaram que o fechamento foi provocado pelo ataque de um capitão contra a torre de controle do aeroporto. Ele pedia uma compensação por um terreno que pertencia a sua tribo e que foi confiscado para ampliar o terminal aéreo.

Bookmark and Share