Porto Alegre, sexta-feira, 24 de Outubro de 2014

  • 12/04/2012
  • 11:17
  • Atualização: 11:23

Proposta para servidores da BM já é avanço, diz associação

Casa Civil apresentou oficialmente reajuste salarial à categoria

  • Comentários
  • Correio do Povo e Rádio Guaíba

Apesar de considerar o reajuste salarial oferecido pelo governo do Estado aos servidores da Brigada Militar (BM) abaixo do esperado, o vice-presidente da Associação dos Sargentos, Subtenentes e Tenentes da Brigada Militar (ASSTBM), Olivo Moura, acredita que a oferta já é uma evolução. A proposta foi oficializada pelo chefe da Casa Civil, Carlos Pestana, em encontro nesta quinta-feira, em Porto Alegre.

Moura conta que o governo informou à categoria que, em 2013, o salário para coronel deve ser de cerca de R$ 9,5 mil. Em cima desse valor incidirão os reajustes dos demais servidores. Conforme a proposta do Executivo, soldados receberão 21% do salário básico do coronel, cabos 22%, sargento de 25 a 30% e tenentes 41%. A associação irá apresentar a proposta aos trabalhadores e os percentuais devem ser negociados, conforme o vice-presidente. "O grande anseio da categoria é a volta da verticalidade, e esse é um primeiro passo", contou.

Pestana confirmou que todos os servidores terão um aumento substancial. "A expectativa é que tenentes, por exemplo, recebam um percentual que representa o dobro da inflação nos quatro anos de governo", informou. Após deliberação da categoria e de alguns ajustes, um acordo deve ser selado entre governo e servidores. O chefe da Casa Civil disse que as negociações estão encaminhadas e que a aposta é de que na próxima semana haja uma conclusão, para posterior encaminhamento do projeto à Assembleia Legislativa.

Bookmark and Share