Correio do Povo

Porto Alegre, 17 de Abril de 2014


Porto Alegre
Agora
25ºC
Amanhã
19º 26º


Faça sua Busca


Notícias > Política

ImprimirImprimir EnviarEnviar por e-mail Fale com a redaçãoFale com a redação Letra Diminuir letra Aumentar Letra

02/12/2013 18:16 - Atualizado em 02/12/2013 18:35

Corpo do governador do Sergipe será velado até esta terça-feira

Marcelo Déda foi conduzido em carro aberto do Corpo de Bombeiros pelas ruas de Aracaju

O corpo do governador de Sergipe, Marcelo Déda, de 53 anos, chegou em Aracaju por volta das 17h desta segunda-feira, levado por um avião da Força Aérea Brasileira, e seguiu em carro aberto do Corpo de Bombeiros, para o Museu Palácio Olímpio Campos, onde será velado até amanhã. O governador em exercício, Jackson Barreto, decretou ponto facultativo hoje e amanhã. Lideranças empresariais e representantes dos comerciários decidiram que o comércio em Aracaju funcionará até as 14h nesta terça, mas abertura ou não das lojas vai depender de cada lojista.

Na praça Olímpio Campos, no centro de Aracaju, onde fica o Palácio Museu do mesmo nome, a Polícia Militar já fez o gradeamento para que as pessoas possam formar fila para dar o último adeus ao governador sergipano, que nasceu no município de Simão Dias, a 90 quilômetros de Aracaju. Na manhã desta segunda-feira, diversas autoridades manifestaram pesar pela morte de Marcelo Déda, entre elas o ex-governador de Sergipe, Albano Franco.

"Sergipe e o Brasil perdem um dos melhores homens públicos de sua história. Por sua competência, honradez e pelo amplo reconhecimento como um dos melhores oradores do país", destacou o ex-governador, por telefone, da sede da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp), de onde também remeteu o sentimento de pesar de todos os seus dirigentes.

O senador Eduardo Amorim (PSC-SE) registrou na manhã desta segunda-feira, no Plenário do Senado, requerimento que solicita a inserção em ata voto de pesar pelo falecimento do governador do Estado de Sergipe, Marcelo Déda.  O presidente do Tribunal de Justiça de Sergipe em exercício, o desembargador Roberto da Fonseca Porto, manifestou profundo pesar pelo falecimento governador. Porto, que substitui interinamente o presidente Cláudio Déda (irmão do Marcelo Déda), disse que "Sergipe perde uma de suas lideranças mais expressivas".


Bookmark and Share

Fonte: AE







O que você deseja fazer?

Busca

EDIÇÕES ANTERIORES

Acervo de 09 de Junho de 1997 a 30 de Setembro de 2012. Para visualizar edições a partir de 1 de Outubro de 2012, acesse a Versão Digital do Correio do Povo. No menu, acesse “Opções” e clique em “Edições Anteriores”.