Correio do Povo

Porto Alegre, 18 de Abril de 2014


Porto Alegre
Agora
24ºC
Amanhã
19º 26º


Faça sua Busca


Notícias > Geral > Saúde

ImprimirImprimir EnviarEnviar por e-mail Fale com a redaçãoFale com a redação Letra Diminuir letra Aumentar Letra

02/12/2013 19:32

ANS avalia positivamente maioria dos planos de saúde

Conforme agência, 63,5 receberam avaliação bom ou muito bom em levantamento

A Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) divulgou nesta segunda-feira a nota das operadoras de planos de saúde. O Índice de Desempenho da Saúde Suplementar 2013 mostra que o número de operadoras com avaliação boa e muito boa subiu de 17,2%, em 2009, para 63,5%. As que tiveram a pior avaliação passaram de 29,8% para 3%.

Quanto à distribuição dos beneficiários entre as operadoras, o número de usuários em operadoras bem avaliadas passou de 43,6% para 74%, e de 6% para 0,5% naquelas com nota mais baixa.

O índice varia de 0 (pior) a 1 (melhor) e avalia quatro áreas: assistência ao usuário, rede das operadoras, situação econômico-financeira e a satisfação dos clientes. Ao todo, são analisados 33 indicadores. Foram avaliadas todas as operadoras em funcionamento no ano de 2012.

De acordo com a coordenadora de Qualidade e do Conhecimento da ANS, Andréa Lozer, o resultado reflete um maior cerco às operadoras mal avaliadas. “Qual o fenômeno que a gente tem: mais beneficiários em operadoras mais bem avaliadas pela ANS e o resquício, o número de beneficiários em operadoras que não estão tão bem avaliadas, está bem menor. Isso é um dado importante que demostra a ação regulatória da ANS. As operadoras ruins, ou pior avaliadas no programa, estão saindo do mercado. E as operadoras que estão ficando são as operadoras mais bem avaliadas”.

De 2009 para 2013, o número de operadoras de planos médico-hospitalares em atividade no país diminuiu 27%, caiu de 1.203 para 878. Já a quantidade de beneficiários aumentou 19%, passando de 41,2 milhões para 49 milhões. Entre as operadoras exclusivamente odontológicas, a queda foi 26%, de 433 para 320; com crescimento de 77% de usuários, que saltaram de 7,9 milhões para 14 milhões.

O diretor de Normas e Habilitação das Operadoras da agência reguladora, Leandro Reis Tavares, explica que a avaliação anual do desempenho tem como objetivo aumentar a transparência do setor de saúde suplementar, promover o aprimoramento contínuo das operadoras, fornecer subsídios para o consumidor fazer a escolha e estimular a concorrência do setor.

“A gente percebe um esforço grande do mercado em uma tentativa de aderir aos preceitos, às recomendações e às exigências do órgão regulador com o objetivo de atender às necessidades do consumidor, porque a gente tem que lembrar que essas empresas existem porque o consumidor necessita delas, e, para tal, a gente percebe que essas empresas vem buscando aderir ao que a agência exige”.

Ele lembra que os dados estão disponíveis para consulta no site da ANS, na sessão Espaço da Qualidade. “A gente quer disponibilizar cada vez mais dados para a sociedade, a gente quer capacitar o consumidor para fazer suas escolhas, quer disponibilizar para os órgãos de defesa do consumidor ferramentas para colaborarem na defesa dos interesses dos consumidores. Pioneiramente, a agência permite que sejam feitas comparações livremente a partir do site, você escolhe quais as dimensões e os indicadores que pode comparar.”

Bookmark and Share

Fonte: Agência Brasil





» Tags:Saúde


O que você deseja fazer?

Busca

EDIÇÕES ANTERIORES

Acervo de 09 de Junho de 1997 a 30 de Setembro de 2012. Para visualizar edições a partir de 1 de Outubro de 2012, acesse a Versão Digital do Correio do Povo. No menu, acesse “Opções” e clique em “Edições Anteriores”.