Correio do Povo

Porto Alegre, 18 de Abril de 2014


Porto Alegre
Agora
23ºC
Amanhã
16º 23º


Faça sua Busca


Notícias > Geral

ImprimirImprimir EnviarEnviar por e-mail Fale com a redaçãoFale com a redação Letra Diminuir letra Aumentar Letra

10/12/2013 13:22

Possível greve dos metroviários faz Metroplan montar esquema especial

Órgão vai disponibilizar 300 ônibus na sexta na Região Metropolitana

Órgão vai disponibilizar 300 ônibus na sexta na Região Metropolitana<br /><b>Crédito: </b> André Ávila
Órgão vai disponibilizar 300 ônibus na sexta na Região Metropolitana
Crédito: André Ávila
Órgão vai disponibilizar 300 ônibus na sexta na Região Metropolitana
Crédito: André Ávila

 Com a possibilidade dos metroviários paralisarem suas atividades por tempo indeterminado a partir de sexta-feira, a Fundação Estadual de Planejamento Metropolitano e Regional (Metroplan) decidiu montar um esquema emergencial de transporte para a região Metropolitana de Porto Alegre. O superintendente da Metroplan, Oscar Escher, informou que, em caso de greve, serão disponibilizados mais 300 ônibus para atender cidades como Canoas, Esteio, Sapucaia do Sul, São Leopoldo e Novo Hamburgo.

O secretário-geral do Sindicato dos Trabalhadores em Empresas de Transportes Metroviários e Conexas do Estado do Rio Grande do Sul (Sindimetrô/RS), Clóvis Pinheiro, disse que a decisão da categoria é uma resposta a direção da Trensurb que não aceitou negociar o reajuste do plano de saúde dos funcionários da empresa, fixado em 45%. Segundo Pinheiro, no último acordo coletivo da categoria, a empresa concedeu 6,49% de reajuste aos funcionários. “Estamos há quase dois anos pedindo a Trensurb para resolver os aumentos sucessivos do plano de saúde, que nos últimos cinco anos chegaram a 156%”, explicou.

De acordo com o sindicalista, o último reajuste do plano de saúde é motivo de preocupação e intranquilidade para os trabalhadores de menores salários, já que eles também possuem dependentes e estão tendo que escolher qual familiar terá o benefício do plano médico porque eles não conseguem pagar para todos. Caso ocorra uma proposta da Trensurb, os metroviários farão uma nova assembleia para decidir os rumos do movimento.

Nesta terça, a direção da Trensurb esteve reunida para analisar a possibilidade de apresentar uma nova proposta aos trabalhadores e tentar evitar a paralisação prevista para sexta-feira. A empresa chegou a encaminhar uma contraproposta que foi rejeitada pela categoria.


Bookmark and Share

Fonte: Cláudio Isaías / Correio do Povo





» Tags:Geral


O que você deseja fazer?

Busca

EDIÇÕES ANTERIORES

Acervo de 09 de Junho de 1997 a 30 de Setembro de 2012. Para visualizar edições a partir de 1 de Outubro de 2012, acesse a Versão Digital do Correio do Povo. No menu, acesse “Opções” e clique em “Edições Anteriores”.