Correio do Povo

Porto Alegre, 19 de Abril de 2014


Porto Alegre
Agora
22ºC
Amanhã
15º 24º


Faça sua Busca


Notícias > Política

ImprimirImprimir EnviarEnviar por e-mail Fale com a redaçãoFale com a redação Letra Diminuir letra Aumentar Letra

10/12/2013 21:22 - Atualizado em 10/12/2013 21:31

Janot pede rejeição de recursos de quatro condenados do mensalão

STF vai analisar embargos infringentes no início do próximo ano

Janot pede rejeição de recursos de quatro condenados do mensalão<br /><b>Crédito: </b> Wilson Dias / ABr / CP
Janot pede rejeição de recursos de quatro condenados do mensalão
Crédito: Wilson Dias / ABr / CP
Janot pede rejeição de recursos de quatro condenados do mensalão
Crédito: Wilson Dias / ABr / CP

O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, manifestou-se contra os recursos de quatro condenados na Ação Penal 470, o processo do mensalão, nesta terça-feira. Segundo ele, devem ser rejeitados os embargos infringentes apresentados por José Genoino, Katia Rabello, Marcos Valério e José Roberto Salgado. Todos estão presos por terem sido condenados no processo.

Nos recursos, os advogados dos condenados afirmam que os clientes não praticaram o delito de formação de quadrilha e pediram redução das penas por terem quatro votos pela absolvição, requisito para ter os embargos infringentes analisados. Essa fase do processo terá início no ano que vem.

No parecer enviado ao STF, o procurador diz que as provas contidas no processo confirmam a participação dos condenados nos fatos. "A condenação pelo delito de quadrilha merece ser mantida, na linha dos votos majoritários, pois foram eles, na compreensão do Ministério Público Federal, que melhor aquilataram a prova concatenada nos autos”, avaliou.

Bookmark and Share

Fonte: Agência Brasil





» Tags:STF Mensalão


O que você deseja fazer?

Busca

EDIÇÕES ANTERIORES

Acervo de 09 de Junho de 1997 a 30 de Setembro de 2012. Para visualizar edições a partir de 1 de Outubro de 2012, acesse a Versão Digital do Correio do Povo. No menu, acesse “Opções” e clique em “Edições Anteriores”.