Correio do Povo

Porto Alegre, 23 de Abril de 2014


Porto Alegre
Agora
19ºC
Amanhã
13º 22º


Faça sua Busca


Notícias > Geral

ImprimirImprimir EnviarEnviar por e-mail Fale com a redaçãoFale com a redação Letra Diminuir letra Aumentar Letra

17/12/2013 12:28 - Atualizado em 17/12/2013 12:42

Aeroviários e aeronautas podem deflagrar greve a partir de sexta

Categoria fez panfletagem no aeroporto Salgado Filho por reajuste salarial

Os aeroviários e aeronautas do Rio Grande do Sul intensificaram nesta terça-feira a mobilização pela negociação salarial da categoria. No Aeroporto Salgado Filho de Porto Alegre, profissionais fizeram panfletagem apontando os motivos do movimento e alertando os passageiros em relação à paralisação prevista para a sexta-feira. Isso porque, de acordo com a articulação da Federação Nacional dos Trabalhadores em Avião Civil (Fentac), os profissionais pretendem deflagrar greve. Assim, apenas 30% seguirão trabalhando, seguindo a legislação.

A data é emblemática porque muitas pessoas pretendem antecipar as viagens de Natal, que será na terça-feira que vem. “Para evitar transtornos recomendamos que aqueles passageiros que têm viagem marcada para este dia remarquem a data para não enfrentarem problemas”, afirmou o presidente do Sindicato dos Aeroviários de Porto Alegre, Leonel Montezana. A greve dos aeronautas foi deflagrada em assembleia realizada na sexta-feira passada.

O movimento é resultado do impasse relacionado na negociação entre funcionários e empresas áreas sobre o reajuste dos profissionais. Enquanto os funcionários reduziram o aumento de 12% para 8%, as empresas não ultrapassam o INPC, que é de 5,6%. “Não é possível que o Sindicato Nacional das Empresas Aéreas não tenha uma proposta que valorize os profissionais. É notório que as companhias estão tendo lucros enormes nos últimos anos”, enfatizou Leonel. No Salgado Filho, o sindicato continuará alertando os passageiros ao longo da semana. Esta prevista para esta quarta-feira uma nova reunião.

Segundo Leonel, além da questão salarial, há um preocupação muito grande em função da redução no número de empresas áreas. “Companhias foram fundidas e trabalhadores demitidos. É evidente que a carga de serviço está aumentando e comprometendo o serviço aéreo brasileiro”, afirmou o presidente.

Bookmark and Share


Fonte: Mauren Xavier / Correio do Povo





» Tags:Greve Geral


O que você deseja fazer?

Busca

EDIÇÕES ANTERIORES

Acervo de 09 de Junho de 1997 a 30 de Setembro de 2012. Para visualizar edições a partir de 1 de Outubro de 2012, acesse a Versão Digital do Correio do Povo. No menu, acesse “Opções” e clique em “Edições Anteriores”.