Correio do Povo

Porto Alegre, 21 de Abril de 2014


Porto Alegre
Agora
16ºC
Amanhã
16º 24º


Faça sua Busca


Notícias > Geral

ImprimirImprimir EnviarEnviar por e-mail Fale com a redaçãoFale com a redação Letra Diminuir letra Aumentar Letra

18/12/2013 22:31 - Atualizado em 18/12/2013 22:36

RS segue com predomínio de sol e tarde quente nesta quinta-feira

Tendência para os próximos dias ainda é de calor e céu aberto, com marcas acima dos 35°C

O Rio Grande do Sul terá mais um dia de predomínio de sol nesta quinta-feira, na sequência de dias quentes com tempo bom neste verão. Nuvens aparecem no céu em algumas regiões e, tal como na quarta-feira, não se pode afastar chuva localizada no interior do Estado.

O ar seco e quente que cobre o Estado proporcionará outra jornada de temperatura elevada com máximas mais altas na Metade Oeste. No Leste, também faz calor, porém da tarde para a noite se espera vento moderado com ocasionais rajadas que podem ter o efeito de amenizar o calor.

As mínimas atingem 13°C em São José dos Ausentes e 14°C em Vacaria. As máximas, por sua vez, chegam a 36°C em localidades com Uruguaiana e Santa Rosa. Em Porto Alegre, os termômetros variam entre 19°C e 33°C.

As condições de tempo ensolarado devem continuar dominando o clima no RS nos próximos dias. A previsão é de sol até o fim de semana, com alguma instabilidade maior no domingo. O feriado de Natal deverá ter sol entre nuvens na maioria dos pontos.

A Argentina experimenta há vários dias uma onda de calor intenso que atinge a capital e o interior do país. Os problemas de energia, tradicionais pela alta demanda de gás para aquecimento no inverno, agora se repetem com maior gravidade no verão. Por conta da alta temperatura, houve cortes de luz em muitos pontos do país, especialmente na cidade de Buenos Aires. Alguns locais chegam a estar há três dias sem energia.

Para especialistas do setor elétrico argentino, é a maior crise desde o governo de Alfonsín, na década de 80, quando houve racionamento. O governo Kirchner se apressou em afastar a comparação com o quadro dos anos 80, mas admitiu a necessidade de cortes rotativos e programados de menor duração.

Houve protestos de moradores em vários bairros de Buenos Aires e da área metropolitana da capital argentino. As interrupções de energia ainda afetaram a distribuição de água. Considerando a tendência de calor ainda mais intenso semana que vem, muitos argentinos podem passar o Natal na escuridão.


Bookmark and Share

Fonte: Metsul







O que você deseja fazer?

Busca

EDIÇÕES ANTERIORES

Acervo de 09 de Junho de 1997 a 30 de Setembro de 2012. Para visualizar edições a partir de 1 de Outubro de 2012, acesse a Versão Digital do Correio do Povo. No menu, acesse “Opções” e clique em “Edições Anteriores”.