Correio do Povo

Porto Alegre, 24 de Abril de 2014


Porto Alegre
Agora
20ºC
Amanhã
11º 22º


Faça sua Busca


Notícias > Internacional

ImprimirImprimir EnviarEnviar por e-mail Fale com a redaçãoFale com a redação Letra Diminuir letra Aumentar Letra

22/12/2013 21:19 - Atualizado em 22/12/2013 21:21

Presidente da França provoca incidente diplomático com piada sobre Argélia

François Hollande disse a ministro que voltar do país africano são e salvo “já era o suficiente”

Presidente francês irritou o governo argelino com brincadeira<br /><b>Crédito: </b> Lionel Bonaventure / AFP / CP
Presidente francês irritou o governo argelino com brincadeira
Crédito: Lionel Bonaventure / AFP / CP
Presidente francês irritou o governo argelino com brincadeira
Crédito: Lionel Bonaventure / AFP / CP

O presidente da França, François Hollande, provocou um incidente diplomático com a Argélia ao declarar, em tom de brincadeira, que "já era o suficiente" que o ministro francês do Interior tivesse voltado "são e salvo" de uma visita ao país do norte da África. A declaração polêmica foi feita diante do Conselho Representativo das Instituições Judaicas da França (CRIF) no último dia 16. Ao comentar a frase que, inicialmente, passou despercebida, o governo argelino afirmou que foi um "incidente lamentável".

"Terminamos o ano de 2012 com o êxito da relevante visita de François Hollande à Argélia. Queremos poder encontrar, nos dias que nos separam do fim do ano (2013), um modo de virar a página deste incidente lamentável", declarou o ministro argelino das Relações Exteriores, Ramtane Lamamra.

Neste domingo, a presidência francesa classificou o episódio de "polêmica sem fundamento", destacando que Hollande "lamenta sinceramente a interpretação" de suas declarações. O presidente francês anunciou ainda que vai se comunicar diretamente com seu colega argelino, Abdelaziz Buteflika.

"Todo o mundo conhece os sentimentos de amizade que François Hollande tem pela Argélia e o grande respeito que seu povo lhe inspira, como provou a visita de Estado feita em dezembro passado e os discursos que ele pronunciou", completou a nota.

O chefe da diplomacia argelina expressou sua "satisfação" com o comunicado do presidente francês, segundo seu porta-voz, Amar Belani. "O estado e as perspectivas da associação excepcional entre Argélia e França serão o tema da comunicação por telefone que o presidente da República, Abdelaziz Buteflika, receberá de seu homólogo francês", acrescentou o porta-voz.

Em dezembro de 2012, Hollande reconheceu, em visita à Argélia, um país independente da França desde 1962, que a colonização francesa causou "sofrimentos" aos argelinos. Entre eles, o presidente francês citou massacres como o de 8 de maio de 1945, em Setif, concomitante à capitulação da Alemanha nazista que havia ocupado grande parte da Europa.

Bookmark and Share


Fonte: AFP







O que você deseja fazer?

Busca

EDIÇÕES ANTERIORES

Acervo de 09 de Junho de 1997 a 30 de Setembro de 2012. Para visualizar edições a partir de 1 de Outubro de 2012, acesse a Versão Digital do Correio do Povo. No menu, acesse “Opções” e clique em “Edições Anteriores”.