Correio do Povo

Porto Alegre, 20 de Abril de 2014


Porto Alegre
Agora
19ºC
Amanhã
18º 27º


Faça sua Busca


Notícias > Geral

ImprimirImprimir EnviarEnviar por e-mail Fale com a redaçãoFale com a redação Letra Diminuir letra Aumentar Letra

25/12/2013 20:09

“Esses dois meses a fizeram amadurecer”, diz mãe de ativista

Libertada na Rússia, bióloga Ana Paula Maciel já pode retornar ao Estado

Libertada na Rússia, bióloga Ana Paula Maciel já pode retornar ao Estado<br /><b>Crédito: </b> Dmitri Sharomov / Greenpeace / AFP / CP
Libertada na Rússia, bióloga Ana Paula Maciel já pode retornar ao Estado
Crédito: Dmitri Sharomov / Greenpeace / AFP / CP
Libertada na Rússia, bióloga Ana Paula Maciel já pode retornar ao Estado
Crédito: Dmitri Sharomov / Greenpeace / AFP / CP

Com a anistia concedida aos presos e o arquivamento das acusações sobre a ação do Greenpeace no Ártico, a família da bióloga Ana Paula Maciel, 31 anos, espera revê-la para a festa de Ano Novo. A notícia sobre o fim dos processos foi recebida nesta quarta-feira, com entusiasmo, pela mãe da ativista. Rosângela Maciel conta que a filha está hospedada com os colegas ativistas na Rússia e deverá retornar à Porto Alegre nos próximos dias.

Rosângela revela ter falado com a Ana Paula, quarta-feira passada, por video chamada na internet. A bióloga demonstrou satisfação com a decisão da justiça russa, mas também expressou muita indignação pelas pessoas do grupo terem sido tratadas como criminosas. “Ela disse que a cela na prisão era muito pequena. Que podia caminhar e se exercitar fora das grades apenas uma hora por dia. Foi uma sensação muito ruim, mas ela acredita que esses dois meses a fizeram amadurecer”, conta.

A mãe de Ana Paula afirma que os familiares estão aliviados e planejam estar juntos para festejar seu retorno e a passagem para 2014, na residência do bairro Cavalhada, zona Sul da Capital. Rosângela garante estar orgulhosa pela coragem da filha caçula. “Penso que ela dará prosseguimento ao trabalho que tanto ama. Eu sempre irei apoiá-la. Me sinto feliz por minha filha ser uma pessoa dedicada à proteção da natureza. Ela tem um coração enorme. Quando luta para defender o planeta, está pensando em todos nós”, conclui.

A Rússia anunciou o encerramento das acusações judiciais contra os militantes do Greenpeace, que haviam sido denunciados por vandalismo após protesto no Ártico, em setembro. Os ativistas já haviam sido anistiados, na semana passada, beneficiados por uma nova lei do Parlamento russo.

O Greenpeace informou que os 26 integrantes do grupo, de nacionalidade não russa, vão entrar com pedido de vistos de saída para deixar o país.

Bookmark and Share

Fonte: Luiz Sérgio Dibe / Correio do Povo







O que você deseja fazer?

Busca

EDIÇÕES ANTERIORES

Acervo de 09 de Junho de 1997 a 30 de Setembro de 2012. Para visualizar edições a partir de 1 de Outubro de 2012, acesse a Versão Digital do Correio do Povo. No menu, acesse “Opções” e clique em “Edições Anteriores”.