Correio do Povo

Porto Alegre, 23 de Abril de 2014


Porto Alegre
Agora
21ºC
Amanhã
13º 22º


Faça sua Busca


Notícias > Internacional

ImprimirImprimir EnviarEnviar por e-mail Fale com a redaçãoFale com a redação Letra Diminuir letra Aumentar Letra

26/12/2013 13:04 - Atualizado em 26/12/2013 13:05

Ataque de piranhas fere 60 pessoas na Argentina

Menina perdeu a falange de um dedo no rio Paraná, que banha a cidade de Rosário

Uma menina perdeu a falange de um dedo mindinho e um menino teve uma fratura exposta no ataque repentino de palometas, tipos de piranhas, que deixou 60 banhistas feridos no rio Paraná, que banha a cidade argentina de Rosário.

O episódio ocorreu na quarta-feira,  com temperaturas que superaram os 38°C em pleno Dia de Natal. "A palometa é um peixe rude e muito voraz, com uma dentadura muito potente", afirmou o diretor do Sistema Integrado de Emergência Sanitária (SIES), Federico Corner. Ele disse ainda que "devem-se dar certas condições climáticas para que estes peixes venham em cardume até a superfície e para a beira, fundamentalmente".

A última vez que ocorreu uma invasão similar destes peixes em Rosário foi na década de 1970, segundo a imprensa local. O cardume não podia ser visto a olho nu porque as águas do Rio Paraná são barrentas. "Foi algo muito agressivo. Isto começou a ocorrer na quarta-feira, depois do meio do dia, quando começaram a aparecer pessoas com mordidas nos calcanhares, nos pés e nas mãos. Houve pessoas que tiveram literalmente pedacinhos de carne arrancados pelas palometas", disse Gustavo Centurión, médico do Sies.

As palometas desta região são do tipo spilopleura e nattereri, de características muito similares às piranhas. Formam cardumes e são atraídas pelos ferimentos ou o aparecimento de sangue e isto provoca ataques maciços, explicaram especialistas do Laboratório de Ictiologia do Instituto Nacional de Limologia INaLi), que funciona na região.

Bookmark and Share

Fonte: AFP







O que você deseja fazer?

Busca

EDIÇÕES ANTERIORES

Acervo de 09 de Junho de 1997 a 30 de Setembro de 2012. Para visualizar edições a partir de 1 de Outubro de 2012, acesse a Versão Digital do Correio do Povo. No menu, acesse “Opções” e clique em “Edições Anteriores”.