Correio do Povo

Porto Alegre, 18 de Abril de 2014


Porto Alegre
Agora
22ºC
Amanhã
16º 23º


Faça sua Busca


Notícias > Internacional

ImprimirImprimir EnviarEnviar por e-mail Fale com a redaçãoFale com a redação Letra Diminuir letra Aumentar Letra

26/12/2013 18:02 - Atualizado em 26/12/2013 18:03

EUA entregam mísseis e drones ao Iraque para luta contra rebeldes

Artefatos foram recebidos pelo país do Oriente Médio na semana passada

Os Estados Unidos entregaram ao Iraque 75 mísseis Hellfire e pode fornecer também 10 drones de vigilância para ajudar Bagdá a combater o recrudescimento da violência, atribuído aos rebeldes ligados a Al-Qaeda, informou nesta quinta-feira o New York Times.

Os mísseis foram entregues na semana passada, segundo altos membros do governo de Barack Obama, explicou o jornal.

Os alvos que buscam são os "acampamentos de rebeldes", entre os quais estão o jihadista do Estado Islâmico no Iraque e o Levante (EIIL), afiliado da Al-Qaeda no deserto de Al Anbar, oeste do país.

Está previsto que os drones de vigilância, modelo ScanEagle, sejam entregues "antes do mês de março", segundo o New York Times, e que contribuam para localizar esses acampamentos.

Segundo o jornal, "os serviços de inteligência e de luta contra o terrorismo norte-americano asseguram que descobriram posições da rede da Al-Qaeda no Iraque e compartilham essas informações com os iraquianos".

Dois anos depois da saída dos soldados norte-americanos, a violência no Iraque voltou a alcançar níveis similares aos de 2008, quando o país saía de um conflito religioso devastador.

Segundo uma contagem realizada pela AFP com balanços de fontes médicas e de segurança, mais de 6.700 pessoas morreram em atos de violência este ano no Iraque.

O anúncio da entrega desses equipamentos militares em Bagdá ocorre dois meses depois da visita em Washington do primeiro-ministro iraquiano. Nessa oportunidade, Nuri al Maliki manifestou ao governo de Obama seu desejo de adquirir equipamentos norte-americanos "a fim de realizar operações em áreas isoladas onde se instalaram os acampamentos terroristas".

Este pedido se chocou, contudo, com as opiniões de senadores democratas e republicanos que acusaram Maliki, um xiita, de ser em parte responsável pela violência devido a sua "política sectária e autoritária".

Bookmark and Share

Fonte: AFP







O que você deseja fazer?

Busca

EDIÇÕES ANTERIORES

Acervo de 09 de Junho de 1997 a 30 de Setembro de 2012. Para visualizar edições a partir de 1 de Outubro de 2012, acesse a Versão Digital do Correio do Povo. No menu, acesse “Opções” e clique em “Edições Anteriores”.