Correio do Povo

Porto Alegre, 19 de Abril de 2014


Porto Alegre
Agora
22ºC
Amanhã
15º 24º


Faça sua Busca


Notícias > Polícia

ImprimirImprimir EnviarEnviar por e-mail Fale com a redaçãoFale com a redação Letra Diminuir letra Aumentar Letra

28/12/2013 15:40 - Atualizado em 28/12/2013 15:49

Polícia investiga ligação em ataques a agências da Capital

Suspeita é de que quadrilha que atacou Banrisul seja a mesma violou caixas da CEF, há duas semanas

Criminosos explodem agência do Banrisul neste sábado na Capital<br /><b>Crédito: </b> Samuel Maciel
Criminosos explodem agência do Banrisul neste sábado na Capital
Crédito: Samuel Maciel
Criminosos explodem agência do Banrisul neste sábado na Capital
Crédito: Samuel Maciel

O Departamento Estadual de Investigações Criminais (Deic) da Polícia Civil troca informações com a Polícia Federal depois que criminosos atacaram com explosivos, perto das 3h da madrugada, uma agência do Banrisul na avenida Carlos Gomes (Terceira Perimetral), no bairro Montserrat, em Porto Alegre. A suspeita é de que o bando seja o mesmo que violou caixas eletrônicos da Caixa Econômica Federal (CEF), em 14 de dezembro, no bairro Santana, também na Capital. A PF assumiu esse inquérito pelo fato de o crime envolver uma agência federal.

A delegada Adriana Gomes, que assumiu o caso relativo ao Banrisul, explica que, até agora, as imagens das câmeras de segurança da agência não foram claras o suficiente para auxiliar na investigação. Ela esclarece, porém, que o material mostra que de três a quatro homens agiram no crime e fugiram em uma caminhonete S-10 prata. O banco, que fica em um centro comercial quase na esquina com a avenida Anita Garibaldi, ficou parcialmente destruído. O teto desabou e vidros quebraram em função do impacto.

A Polícia tenta agora buscar imagens de câmeras privadas de estabelecimentos do entorno. Também não está claro quanto os assaltantes conseguiram levar em dinheiro da agência, mas a delegada estima que o montante seja pequeno. "As caixas permaneciam intactas quando analisamos o material junto com a perícia", revelou a delegada.

Lotada na Delegacia de Roubos do Deic, Adriana frisou que o número de ataques a banco com explosivos no Rio Grande do Sul caiu de forma substancial em relação a 2012. Apesar dos dois casos registrados em menos de 15 dias na Capital, ela disse lembrar de, no máximo, mais duas ocorrências do tipo nos primeiros 11 meses do ano.

Bookmark and Share


Fonte: Ricardo Pont / Rádio Guaíba







O que você deseja fazer?

Busca

EDIÇÕES ANTERIORES

Acervo de 09 de Junho de 1997 a 30 de Setembro de 2012. Para visualizar edições a partir de 1 de Outubro de 2012, acesse a Versão Digital do Correio do Povo. No menu, acesse “Opções” e clique em “Edições Anteriores”.