Correio do Povo

Porto Alegre, 20 de Abril de 2014


Porto Alegre
Agora
23ºC
Amanhã
18º 27º


Faça sua Busca


Notícias > Geral

ImprimirImprimir EnviarEnviar por e-mail Fale com a redaçãoFale com a redação Letra Diminuir letra Aumentar Letra

01/01/2014 20:20 - Atualizado em 01/01/2014 20:41

CRBM prega adaptação de motoristas após fim de concessão dos pedágios

Coronel cita período de ajustes para que Samu, Bombeiros e Detran assumam resgates

Coronel cita período de ajustes para que Samu, Bombeiros e Detran assumam resgates<br /><b>Crédito: </b> André Ávila
Coronel cita período de ajustes para que Samu, Bombeiros e Detran assumam resgates
Crédito: André Ávila
Coronel cita período de ajustes para que Samu, Bombeiros e Detran assumam resgates
Crédito: André Ávila

Responsável pelo Comando Rodoviário da Brigada Militar (CRBM), o coronel Fernando Alberto Moreira afirmou, nesta quarta-feira, que os usuários de rodovias estaduais até então concedidas à iniciativa privada vão precisar se adequar às mudanças na prestação de serviço. O oficial ressaltou que o governo já sabia da necessidade de enfrentar um período de transição, administrado pela Empresa Gaúcha de Rodovias (EGR), e de criar alternativas para os socorros médico e mecânico, que eram prestados pelas concessionárias Brita, Rodosul e Metrovias.

O coronel garantiu que, por enquanto, as providências tomadas deram certo. "Os socorros médicos em casos de acidentes, por exemplo, vão ser de competência dos bombeiros e do Samu, que já sabem dessas obrigações", esclareceu Moreira. Para motoristas que enfrentarem pane mecânica, a tendência é de que a continuidade do serviço prestado por guinchos ocorra através de contratos firmados pelo Departamento Autônomo de Estradas de Rodagem (Daer) ou pela EGR.  Alguns motoristas apontaram o fechamento de banheiros e algumas precariedades de estruturas nos primeiros dias de funcionamento.

O Daer já firmou um convênio, para manter as remoções gratuitas de veículos pelo Detran, antes mesmo da EGR assumir e retomar a cobrança de pedágios a partir da próxima terça-feira. Para pedir ajuda, o motorista deve discar o telefone 198, do Comando Rodoviário da Brigada Militar.

Mesmo com a previsão de retorno da tarifa, a partir de terça-feira (7), os preços vão cair nas praças de Viamão (ERS-040), Santo Antônio da Patrulha (ERS-474), Gramado (ERS-235), São Francisco de Paula (ERS-235) e Três Coroas (BR-115). Em Eldorado do Sul (BR-290), Pantano Grande (BR-290), Guaíba (BR-116), Carazinho (BR-386/BR-285) e Vacaria (BR-116/BR-285), polos devolvidos ao governo federal, não vai haver mais cobrança.

A responsabilidade de sinalização, manutenção e conservação estradas é da União, mas o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit) já deixou claro que o contrato não prevê socorro aos motoristas, que devem acionar a Polícia Rodoviária Federal (191). A corporação sugere que o motorista contrate seguro e admite que, em algumas situações, o socorro médico pode demorar.



Bookmark and Share

Fonte: Voltaire Porto / Rádio Guaíba







O que você deseja fazer?

Busca

EDIÇÕES ANTERIORES

Acervo de 09 de Junho de 1997 a 30 de Setembro de 2012. Para visualizar edições a partir de 1 de Outubro de 2012, acesse a Versão Digital do Correio do Povo. No menu, acesse “Opções” e clique em “Edições Anteriores”.