Correio do Povo

Porto Alegre, 24 de Abril de 2014


Porto Alegre
Agora
17ºC
Amanhã
12º 22º


Faça sua Busca


Notícias > Geral

ImprimirImprimir EnviarEnviar por e-mail Fale com a redaçãoFale com a redação Letra Diminuir letra Aumentar Letra

03/01/2014 07:25 - Atualizado em 03/01/2014 07:29

Muito trabalho para bombeiros em 2013

Já em outubro foram superados os casos de 2012 em Porto Alegre

Total de atendimentos deve ficar em 7 mil em 2013<br /><b>Crédito: </b> Ricardo Giusti / CP Memória
Total de atendimentos deve ficar em 7 mil em 2013
Crédito: Ricardo Giusti / CP Memória
Total de atendimentos deve ficar em 7 mil em 2013
Crédito: Ricardo Giusti / CP Memória

O ano de 2013 foi atípico para o Corpo de bombeiros de Porto Alegre. Segundo o comandante do 1º CRB, tenente-coronel Adriano Krukoski, já no mês de outubro foi registrado o total de ocorrências de 2012, que foi de 6 mil - incluindo não apenas incêndios, mas também salvamentos e resgates de animais, por exemplo. Com isso, o total de atendimentos, que ainda não foi contabilizado, deve ficar próximo de 7 mil no ano passado. "Não tem motivo", disse Krukoski. "Foi um ano diferente. Não dá para dizer que foi desleixo ou imperícia, porque as causas quem explica é o IGP (Instituto Geral de Perícias)", afirmou o comandante.

O trabalho dos bombeiros intensificou-se nas últimas semanas do mês de dezembro, quando várias ocorrências foram registradas em sequência. No dia 25 de dezembro, em menos de cinco horas, aconteceram sete incêndios na Capital. O comandante ressaltou que o ano de 2013 teve uma certa regularidade de chuvas, embora o calor das últimas duas semanas, com baixa umidade do ar, tenha contribuído para aumentar o número de ocorrências.
Para evitar os sinistros, alguns cuidados são essenciais. De acordo com Krukoski, muitas ocorrências têm começado em aparelhos de ar-condicionado ou ventiladores de teto, 'provavelmente por mau dimensionamento ou manutenção da rede elétrica'. Ao sair de casa, é recomendável desligar o gás e os disjuntores. Quem se ausentar por um período maior pode, ainda, desligar a geladeira. Além disso, deve-se estar atento para não deixar panelas no fogo ou ar-condicionado e ferro ligados.

A revisão das fiações elétricas, por sua vez, deve ser realizada com regularidade. O acúmulo de lixo também deve ser evitado, uma vez que as chamas podem se espalhar com facilidade caso haja contato com uma faísca.

Falta plano contra incêndio em teatros

Um levantamento do Corpo de Bombeiros mostrou que oito dos 12 espaços que vão receber as apresentações do 15 Porto Verão Alegre não possuem alvará de prevenção contra incêndio. As exceções são o teatro Renascença, a Usina do Gasômetro e a sala Álvaro Moreyra. Os teatros da Amrigs, Novo DC, Sesc, São Pedro, de Câmara Túlio Piva, Arena e Bruno Kiefer e a sala Carlos Carvalho (os dois últimos localizados na Casa de Cultura Mario Quintana) ainda não tiveram o Plano de Prevenção contra Incêndios aprovado pelos bombeiros.

Um dos organizadores do festival, o ator Zé Victor Castiel, com o colega Rogério Beretta, disse que cobra das autoridades as providências para que tudo fique em ordem. 'Temos o maior interesse que essa situação fique regulamentada o mais rápido possível', destacou. Segundo Castiel, nas edições anteriores do festival, nunca ocorreu nenhum problema relacionado a incêndio. 'Estamos apoiando a vistoria, que é o melhor para todos', acrescentou o ator, que está em Punta Del Este.

O comandante dos bombeiros, coronel Eviltom Pereira Diaz, informou que todas as solicitações de vistoria têm sido atendidas dentro do prazo. Conforme ele, as visitas aos teatros deverão ocorrer na próxima semana. 'A ideia é realizar a fiscalização antes da abertura da programação prevista para o dia 9', destacou. O Porto Verão Alegre prevê mais de 80 espetáculos até 16 de fevereiro. A venda de ingressos começou ontem.

Bookmark and Share


Fonte: Correio do Povo







O que você deseja fazer?

Busca

EDIÇÕES ANTERIORES

Acervo de 09 de Junho de 1997 a 30 de Setembro de 2012. Para visualizar edições a partir de 1 de Outubro de 2012, acesse a Versão Digital do Correio do Povo. No menu, acesse “Opções” e clique em “Edições Anteriores”.