Correio do Povo

Porto Alegre, 1 de Outubro de 2014


Porto Alegre
Agora
14ºC
Amanhã
13º 20º


Faça sua Busca


Notícias > Polícia

ImprimirImprimir EnviarEnviar por e-mail Fale com a redaçãoFale com a redação Letra Diminuir letra Aumentar Letra

06/01/2014 11:45 - Atualizado em 06/01/2014 11:50

Polícia Federal bate recorde de apreensão de drogas em 2013

Foram recolhidas 256 toneladas de cocaína e maconha e R$ 80,1 milhões em bens

A Polícia Federal (PF) alcançou recorde histórico de apreensão de cocaína, de maconha e de bens de grandes organizações criminosas especializadas em tráfico de drogas, segundo balanço divulgado nesta segunda-feira. Em 2013, foram apreendidas mais de 256 toneladas de drogas: 35,7 toneladas de cocaína e 220,7 toneladas de maconha. Além disso, foram apreendidos R$ 80,1 milhões em bens. Os dados contabilizados são de operações ocorridas até 10 de dezembro de 2013.

De acordo com o diretor geral da PF, Leandro Daiello Coimbra, o aumento das apreensões de drogas no ano passado está relacionado à desarticulação de grandes organizações criminosas especializadas em tráfico de drogas e à maior presença da instituição nas fronteiras; duas iniciativas priorizadas pelo governo federal, por meio dos programas "Crack É Possível Vencer" e a "Plano Estratégico de Fronteiras".

“Ao tentar estrangular as grandes organizações, aumentamos não só a apreensão de drogas, como de bens apreendidos. Atingimos os bolsos desses grandes tubarões e apreendemos um volume recorde, mais de seis vezes o que havíamos confiscado em 2010. Outro recorde histórico”, afirmou o diretor.

O diretor ainda ressalta que o órgão vem melhorando seu desempenho nos últimos anos. “Embora não avaliem, como um todo, a eficiência da Polícia Federal, nossos índices internos de desempenho mostram que há uma aumento expressivo das operações, que saltaram de 218, em 2008, para 289, no ano passado. São operações de combate à corrupção e desvio de recurso públicos, dentre outras”

“É importante destacar que vem ocorrendo a redução de inquéritos, que é a meta da Polícia Federal. Desde 2009 realizamos mutirões para concluir as investigações em curso, e os inquéritos caíram de 160 mil para 110 mil no período.”, assinalou. Segundo o diretor, apesar da redução dos inquéritos, o número de indiciamentos mantém-se em um patamar elevado, tendo atingido 48 mil no ano passado.

Em 2011, as apreensões de cocaína totalizaram 24,4 toneladas. No ano seguinte, em 2012, caíram para 19,8 milhões. No caso da maconha, as apreensões passaram de 174,1 toneladas em 2011 para 111,2 toneladas em 2012, antes de atingirem o volume histórico do ano passado. As apreensões de bens saltaram de R$ 48 milhões para R$ 80,1 entre 2011 e 2013.

Bookmark and Share


Fonte: Correio do Povo






O que você deseja fazer?

Busca

EDIÇÕES ANTERIORES

Acervo de 09 de Junho de 1997 a 30 de Setembro de 2012. Para visualizar edições a partir de 1 de Outubro de 2012, acesse a Versão Digital do Correio do Povo. No menu, acesse “Opções” e clique em “Edições Anteriores”.