Porto Alegre, quinta-feira, 27 de Novembro de 2014

  • 06/01/2014
  • 18:50
  • Atualização: 20:26

Empresas entregam propostas para licitação de caetanos na Capital

Porto Alegre terá 16 pontos com fiscalização eletrônica de avanço em semáforos

  • Comentários
  • Jézica Bruno/Correio do Povo

As propostas das empresas interessadas na licitação para locação, instalação e manutenção de caetanos – equipamentos fiscalizadores de avanço de semáforo –, que serão instalados em 16 pontos da Capital, foram entregues nesta segunda-feira. O próximo passo será a análise da documentação das empresas.

Após esse processo as concorrentes têm prazo de cinco dias úteis para recursos. A empresa que apresentar o menor valor será a vencedora. Os valores, que estarão em um envelope lacrado, serão analisados e para escolha será convocada uma reunião com todas as que participam da disputa. A previsão para assinatura do contrato foi fixado para março e a expectativa é que logo após a assinatura parte dos equipamentos sejam instalados.

O prazo de vigência da contratação será de 12 meses, contados a partir da ordem de início, com possibilidade de prorrogação até 60 meses. Os caetanos irão funcionar 24 horas por dia para fiscalizar infrações como paradas sobre a faixa de segurança, avanço no sinal vermelho, conversão proibida e excesso de velocidade. Para o diretor-presidente da Empresa Pública de Transporte e Circulação (EPTC), Vanderlei Cappellari, o objetivo principal da implantação dos equipamentos é a redução de acidentes. “Visamos reduzir a violência do trânsito, principalmente nas áreas que são campeãs de acidentes”, ressalta.

Um estudo detalhado foi feito para a escolha dos pontos que apresentaram o maior número de acidentes nos últimos cinco anos. Os caetanos irão reforçar se somar a outros sistemas de fiscalização, já que outros 47 locais tem pardais e 32 pontos, lombadas eletrônicas. Um dos pontos-chave é o cruzamento das avenidas Ipiranga e Salvador França que, em cinco anos, registrou 462 acidentes.

Bookmark and Share