Porto Alegre, sexta-feira, 24 de Outubro de 2014

  • 07/01/2014
  • 20:21
  • Atualização: 20:33

Suspeito por morte de taxista em Porto Alegre tem prisão preventiva decretada

Polícia Civil vai encaminhar inquérito do caso nos próximos dez dias

  • Comentários
  • Correio do Povo

A Justiça aceitou, nesta terça-feira, o pedido de prisão preventiva do suspeito de matar taxista em Porto Alegre. O delegado Joel Henrique Wagner, da Delegacia de Roubos do Departamento Estadual de Investigações Criminais (Deic), havia encaminhado a requisição para o acusado pela morte de João da Silva Rodrigues, de 61 anos, na sexta-feira passada durante assalto a um posto de combustíveis na avenida Princesa Isabel.

Agora, a Polícia Civil tem dez dias para encaminhar o inquérito do caso. Conforme Wagner, o documento está praticamente pronto e não deve sofrer grandes mudanças. "Acredito que não irão surgir outras questões maiores sobre o caso. Ainda existe o tópico da arma, que a gente pode obter nesse tempo", avaliou.

O suspeito foi preso pelos policiais do 31º BPM na noite de sábado na residência de um irmão, em Guaíba. Trata-se de um jovem, de 23 anos, ex-funcionário do posto de combustíveis, que já confessou o crime em depoimento aos policiais civis.


Bookmark and Share