Porto Alegre, quarta-feira, 22 de Outubro de 2014

  • 09/01/2014
  • 21:23
  • Atualização: 23:20

Duas detidas na Operação Kilowatt são liberadas

Oito suspeitos foram presos por suposta fraude em obras públicas

Oito suspeitos foram presos por suposta fraude em obras públicas | Foto: Ricardo Giusti / CP

Oito suspeitos foram presos por suposta fraude em obras públicas | Foto: Ricardo Giusti / CP

  • Comentários
  • Rádio Guaíba

O diretor do Departamento Estadual de Investigações Criminais (Deic), delegado Guilherme Wondraceck, confirmou, no início da noite desta quinta-feira, que foram liberadas após prestar depoimento uma servidora e uma empresária detidas na Operação Kilowatt. A ação foi deflagrada para combater crimes licitatórios e contra a administração pública no Rio Grande do Sul, levando a oito prisões.

Empresas de engenharia são suspeitas de terem recebido recursos públicos e não efetuado as obras, ou então realizado trabalhos de forma parcial e, ainda, com materiais de qualidade inferior. Segundo Wondraceck, em função de outros pedidos de habeas corpus, outros detidos podem ser liberados ainda nesta quinta-feira.

Perto das 19h30min, seis pessoas seguiam no Deic: três servidores públicos da Coordenadoria de Obras do Vale do Sinos, que fica em Novo Hamburgo, e três empresários do setor privado. Um nono preso pela operação, por porte ilegal de arma, pagou fiança e foi liberado mais cedo. Os quatro servidores públicos já foram afastados das funções, confirmou no fim da tarde a Casa Civil do governo gaúcho.



Bookmark and Share